Clique e assine com 88% de desconto
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Quem tem, tem medo

“Acho que o segundo semestre é o mais adequado para votar uma PEC polêmica, ainda mais no clima de tensão que estamos vivendo”. André Vargas, deputado pelo PT do Paraná e presidente interino da Câmara, sobre o adiamento da votação da PEC malandra que restringe a presença do Ministério Público em investigações, ansioso por sumir […]

Por Augusto Nunes - Atualizado em 17 fev 2017, 13h26 - Publicado em 20 jun 2013, 08h14

“Acho que o segundo semestre é o mais adequado para votar uma PEC polêmica, ainda mais no clima de tensão que estamos vivendo”.

André Vargas, deputado pelo PT do Paraná e presidente interino da Câmara, sobre o adiamento da votação da PEC malandra que restringe a presença do Ministério Público em investigações, ansioso por sumir de Brasília antes que os manifestantes reapareçam para sitiar o Congresso e exigir alguma compostura dos vigaristas com imunidade parlamentar.

Publicidade