Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O vídeo comprova que Jaques Wagner descobriu a cura da insônia: tome Dilma

Quando fala de improviso, Dilma Rousseff é uma piada involuntária. Quando lê o discurso, é um sonífero mais poderoso que um prato de Rivotril. A prova está no vídeo da BandNews que mostra o que aconteceu durante o  palavrório da presidente numa reunião da VII Cúpula do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 00h58 - Publicado em 10 jul 2015, 16h23

http://videos.abril.com.br/veja/id/135c0581a9687a22a2be623b0b71ca09?

Quando fala de improviso, Dilma Rousseff é uma piada involuntária. Quando lê o discurso, é um sonífero mais poderoso que um prato de Rivotril. A prova está no vídeo da BandNews que mostra o que aconteceu durante o  palavrório da presidente numa reunião da VII Cúpula do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), realizada nos dias 8 e 9 de julho em Ufá, na Rússia.

Enquanto Dilma capricha no microfone, a turma atrás da oradora luta contra o sono. Com a bravura exigida de quem comanda os chefes das Forças Armadas, o ministro da Defesa, Jaques Wagner, tenta subjugar as pálpebras sublevadas ─ que, feito cortina de teatro mambembe, sobem e descem lentamente. Depois de meio segundo acima da pupila, encobrem os olhos de vez.

A seita lulopetista agora já sabe como dormir mesmo sob tempestades de notícias desesperadoras: Contra insônia, veja e ouça a presidente lendo um discurso. Mas tome Dilma com moderação. Uma dose excessiva leva ao estado de coma.

Continua após a publicidade
Publicidade