Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O sonho do cangaceiro Renan

Um prontuário ambulante persegue o homem da lei

Por Augusto Nunes - Atualizado em 14 dez 2019, 08h02 - Publicado em 14 dez 2019, 07h02

O senador Renan Calheiros não desiste do sonho de prender o procurador Deltan Dallagnol. Renan, um prontuário ambulante disfarçado de parlamentar, é estimulado pela simpatia dissimulada de um bando de colegas de Dallagnol, pela omissão covarde de cardeais do Ministério Público Federal e pelo apoio ostensivo da bancada suprapartidária dos cafajestes.

Mas a prisão de Dallagnol é tão viável quanto a substituição do Exército por tropas de cangaceiros chefiados por Fernando Collor.

Publicidade