Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Imagens em movimento: os blockbusters da internet

PUBLICADO EM 28 DE JULHO SYLVIO ROCHA Um dia todos terão direito a 15 minutos de fama, disse Andy Warhol na década de 1960. Hoje, para alcançá-la, as pessoas estão à procura de views. Com o YouTube, criado em 2005, é possível deixar de ser anônimo em menos de uma hora. Basta que seus vídeos […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 04h40 - Publicado em 11 jan 2014, 20h02

tarja-an-melhores-do-ano-2013

PUBLICADO EM 28 DE JULHO

SYLVIO ROCHA

Um dia todos terão direito a 15 minutos de fama, disse Andy Warhol na década de 1960. Hoje, para alcançá-la, as pessoas estão à procura de views. Com o YouTube, criado em 2005, é possível deixar de ser anônimo em menos de uma hora. Basta que seus vídeos se transformem no que é conhecido na internet como um viral – espécie de vírus, que se espalha pelas redes sociais sendo compartilhado por milhares de espectadores.

Continua após a publicidade

No Brasil, um dos primeiros filmes a conquistar essa fama foi Tapa na Pantera, que mostra a atriz Maria Alice Vergueiro divagando sobre as benesses da maconha.

A propaganda na internet sempre teve o viral como  objetivo, mas foi neste ano que um grupo de brasileiros criou algo que entraria para a história como o vídeo publicitário mais bem sucedido de todos os tempos – publicado em abril no YouTube, já passou de 164 milhões de views. O filme foi premiado em Cannes em junho deste ano, trazendo para o país o prêmio mais importante do festival, o Grand Prix (a propaganda brasileira, aliás, superou seu próprio recorde de troféus ao conquistar 114 estatuetas).

O filme Retratos da Beleza Real, da Dove, foi uma aposta no escuro. A empresa acreditou na ideia apresentada pela agência Ogilvy Brasil e encampou uma campanha publicitária sem roteiro pré-definido. Era impossível ter qualquer certeza sobre o resultado final – algo decididamente incomum não só na publicidade como em todas as áreas do adiovisual.

O filme é perfeito na realização e no domínio da técnica. Porém, o sucesso pode ser atribuído a outras qualidades. Muito mais que a propaganda de uma marca ou de um produto, assistimos a uma história, um minidocumentário especialmente criativo sobre como as mulheres se veem (essa nova tendência da propaganda é chamada storytelling). A marca da Dove só aparece no fim, quase como se fosse a identificação de um patrocinador.

Se você nunca viu, não deixe de ver. Caso já tenha assistido, desfrute do prazer da reprise.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=ABups4euCW4?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=425&h=344%5D

Continua após a publicidade
Publicidade