Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Guido Mantega e Edison Lobão completam o bando que briga pelo troféu de janeiro

“O chefe acha que, perto dele, o Cardozo é um amador”, disse um dos 56 assessores de Guido Mantega, encarregado de inscrevê-lo na disputa do título de Homem Sem Visão de Janeiro. Especialista em alquimias estatísticas que transformam pibinho em PIBÃO ou provam que a inflação subiu, mas o índice ficou menor, o ministro da […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 07h00 - Publicado em 24 jan 2013, 20h45

“O chefe acha que, perto dele, o Cardozo é um amador”, disse um dos 56 assessores de Guido Mantega, encarregado de inscrevê-lo na disputa do título de Homem Sem Visão de Janeiro. Especialista em alquimias estatísticas que transformam pibinho em PIBÃO ou provam que a inflação subiu, mas o índice ficou menor, o ministro da Fazenda acha que o colega (e agora concorrente) José Eduardo Cardozo exagerou na arrogância ao gabar-se da sopa de porcentagens servida para mostrar que a violência na Suíça é bem maior que em Alagoas. E decidiu candidatar-se ao saber que o ministro da Justiça continua a dizer que “nem o Mantega conseguiria fazer uma coisa dessas”.

Numa reunião com seu comitê eleitoral, o candidato ordenou que fossem distribuídas durante a campanha cópias das reportagens que o transformaram em celebridade internacional. “A Economist quer me demitir e o Financial Times me considera especialista em jeitinho brasileiro”, disse Mantega aos assessores. “Desde a proclamação da República, nenhum ministro conseguiu tanto espaço na imprensa inglesa”.

“O chefe jura que não enxergou o apagão no Piauí”, confidenciou um dos 31 assessores de Edison Lobão indicados por José Sarney, que o chama de “Magro Velho” e é chamado de “Madre Superiora” pelo último candidato a entrar na briga de foice pelo troféu de janeiro. Segundo a mesma fonte, o ministro de Minas e Energia explicou a Dilma Rousseff, cuja visita a Teresina foi antecedida por algumas horas de escuridão, que o apagão está proibido de dar as caras no Brasil enquanto o ministro for ele.

“Na conversa com a presidenta, o chefe garantiu que as interrupções de energia elétrica que acontecem de vez em quando são parte da herança maldita do FHC”, revelou o assessor. “Pelo jeito, a Dilma acredita em qualquer coisa”. Além da erradicação do apagão, Lobão vai usar a redução das contas de luz para conquistar uma vaga na enquete. “O doutor Magro Velho jura que é o pai da ideia”, contou a fonte. “Ele descobriu que dava para reduzir o a tarifa porque, do jeito que está o sistema de energia, vai faltar luz com muito mais frequência”.

Para que os leitores-eleitores escolham sem tanta pressa o dono do troféu do mês, a Comissão Organizadora adiou para o próximo domingo, dia 27, o encerramento do primeiro turno. Os quatro mais votados disputarão a etapa final na enquete da coluna.

Estamos na reta final, eleitores e eleitoras! Edison Lobão e Guido Mantega entraram na jaula em que já estavam  Eduardo Cardozo, José Genoino, Marco Aurélio Top Top Garcia e Teotônio Vilela! Não perca a oportunidade de participar da única eleição que  permite votar sem remorso em candidatos que ninguém merece! Que vença o pior!

Continua após a publicidade
Publicidade