Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governo 171

“A quatro dias da final posso dizer que estamos ao mesmo tempo satisfeitos e aliviados com a Copa. Satisfeitos porque tudo ocorreu dentro do previsto e aliviados porque a pressão que sofremos foi enorme”. Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência e caixa-preta do PT, pendurado na esperança de que os brasileiros grogues com o Massacre do […]

Por Augusto Nunes - Atualizado em 12 fev 2017, 13h09 - Publicado em 11 jul 2014, 20h27

“A quatro dias da final posso dizer que estamos ao mesmo tempo satisfeitos e aliviados com a Copa. Satisfeitos porque tudo ocorreu dentro do previsto e aliviados porque a pressão que sofremos foi enorme”.

Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência e caixa-preta do PT, pendurado na esperança de que os brasileiros grogues com o Massacre do Mineirão nem consigam lembrar que pagaram a conta da Copa da Roubalheira.

Publicidade