Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Estadão: ‘Será o Senado um hospital?’

Trecho: No biênio 2011 e 2012, cada servidor efetivo da chamada Câmara Alta obteve licenças médicas que o afastaram do trabalho por 36 dias. Ou seja, ganhou 26 meses de vencimentos e não precisou trabalhar em um mês e seis dias para se tratar de alguma doença. Leia a íntegra na seção Feira Livre.

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 06h13 - Publicado em 18 Maio 2013, 18h13

Trecho: No biênio 2011 e 2012, cada servidor efetivo da chamada Câmara Alta obteve licenças médicas que o afastaram do trabalho por 36 dias. Ou seja, ganhou 26 meses de vencimentos e não precisou trabalhar em um mês e seis dias para se tratar de alguma doença.

Leia a íntegra na seção Feira Livre.

Publicidade