Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Doutor em corrupção

“Muita coisa que está aparecendo não tem muito a ver com a política, embora se queira dar esse caráter. No caso da Lava Jato, tem a ver com as mazelas do país. Para vencer as dificuldades que a gente tem muitas vezes nas empresas, com questões burocráticas, as pessoas usam de expedientes mais condenáveis”. Paulo […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 02h04 - Publicado em 21 fev 2015, 22h11

“Muita coisa que está aparecendo não tem muito a ver com a política, embora se queira dar esse caráter. No caso da Lava Jato, tem a ver com as mazelas do país. Para vencer as dificuldades que a gente tem muitas vezes nas empresas, com questões burocráticas, as pessoas usam de expedientes mais condenáveis”.

Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula, ensinando que os gatunos do PT, os empresários larápios e os demais quadrilheiros de estimação roubam não porque são ladrões, mas porque são brasileiros.

Publicidade