Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Diálogo entre Coreias é uma caixinha de surpresas

Coreia do Sul e Japão, imediatamente no alcance da envergadura nuclear norte-coreana, encontram-se com nervos ainda mais à flor da pele

Muitos ao redor do mundo acompanham com alívio a retomada de conversações entre as duas Coreias.

Quando o assunto é o perigo que um conflito na Península representa para a Ásia e para o mundo, emerge a sensação de que o ano não poderia ter começado melhor.

Isso é tanto mais forte em se considerando que 2017 viu a capacidade de dissuasão norte-coreana aumentar em escala e alcance.

Especialistas em segurança coletiva passaram a reconhecer que os artefatos nucleares à disposição do regime de Kim Jong-un estão mais potentes.

Além disso, apenas no ano passado a Coreia do Norte realizou três testes de mísseis balísticos intercontinentais, ademais de experimentos com foguetes de médio alcance, passíveis de atingir o Japão.

Tudo isso vem sempre acompanhado de retórica beligerante não apenas de Seul e Pyongyang, mas também de Washington e Tóquio.

Coreia do Sul e Japão, imediatamente no alcance da envergadura nuclear norte-coreana, encontram-se com nervos ainda mais à flor da pele dada a postura de questionar alianças estratégicas na região adotada pela campanha de Trump à Casa Branca.

Em diversos momentos da corrida presidencial, Trump indicou que seus aliados no Pacífico teriam de ajudar a pagar pelo escudo protetor norte-americano.

Seul e Tóquio não serenaram após 20 de janeiro último. Desde então, a política externa e de defesa de Trump é, num eufemismo elogioso, errática.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Sonia Fausta Tavares Monteiro

    Pois é, Augusto, ainda não sabemos em que resultará essa união entre as Coreias, e se isso represetaria um pouco mais de paz para o mundo! Tenho a impressão, entretanto, que vai depender também do comportamento do presidente dos Estados Unidos, que costuma ser mais do que “errático” em suas decisões, ou seja, abusivo mesmo!

    Curtir