Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Canastrão injustiçado

“Fui julgado sumariamente sem nenhuma prova”. Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, sobre a decisão da Comissão de Ética Pública de recomendar a Dilma Rousseff que o demitisse do Ministério do Trabalho, alegando que fotos e vídeos que mostram um delinquente em ação deixaram de valer como provas no momento em que declarou, publicamente, seu […]

“Fui julgado sumariamente sem nenhuma prova”.

Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, sobre a decisão da Comissão de Ética Pública de recomendar a Dilma Rousseff que o demitisse do Ministério do Trabalho, alegando que fotos e vídeos que mostram um delinquente em ação deixaram de valer como provas no momento em que declarou, publicamente, seu amor pela presidente da República.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Sérgio

    Em certos países, teria sido executado suma cum laude.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Petista arrependido

    Augusto,
    Esse é um caso explícito de amor não correspondido!

    Curtir

  3. Comentado por:

    Memyself

    Por enquanto o sujeito foi apenas demitido. Espero o julgamento.

    Curtir

  4. Comentado por:

    LUG

    Pode espernear à vontade, virou ex e foi bem feito. Aprenda a lição e tenha mais juizinho, para não lhe acontecer tomar mais uma traulitada na esquina.

    Curtir