Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Alexandre Padilha ganha a eleição de agosto e dedica o troféu a Fidel Castro

“Dedico o troféu ao companheiro Fidel Castro, que ajudará o Brasil a ter o sistema de saúde perto da perfeição que nosso mestre Lula inaugurou em abril de 2006″, emocionou-se Alexandre Padilha ao ser oficialmente informado da conquista do título de Homem sem Visão de Agosto. O ministro da Saúde fez questão e convidar para […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 05h29 - Publicado em 1 set 2013, 17h19

“Dedico o troféu ao companheiro Fidel Castro, que ajudará o Brasil a ter o sistema de saúde perto da perfeição que nosso mestre Lula inaugurou em abril de 2006″, emocionou-se Alexandre Padilha ao ser oficialmente informado da conquista do título de Homem sem Visão de Agosto. O ministro da Saúde fez questão e convidar para a cerimônia de premiação todos os médicos que já importou da ilha-presídio no Caribe. “Quem precisa de leis trabalhistas, salário e liberdade quando se tem amor pela profissão?”, empolgou-se Padilha, rapidamente afastado do microfone por assessores de imprensa preocupados com possíveis ataques a Princesa Isabel, à Lei Áurea e a todos os adversários da escravidão.

Com o apoio de 2.113 eleitores (39% do total de 5.466), Padilha estabeleceu uma vantagem de apenas 53 votos sobre o segundo colocado, Ricardo Lewandowski (38%). O ministro de jaleco e o ministro de toga protagonizaram um dos duelos mais acirrados da história do HSV. “O chefe está inconsolável”, revelou um dos capinhas do Supremo Tribunal Federal. “Ele achava  que a não enxergar o mensalão era uma estratégia imbatível”.

O terceiro lugar ficou com Antonio Patriota (14%), que se declarou “muito honrado” com a medalha de bronze e satisfeito com o resultado por ter entrado na disputa aos 45 minutos do segundo tempo. Em seguida vieram Cid Gomes (7%), Eduardo Paes (1%) e Ivo Cassol (1%). A lanterninha ficou com Reditário Cassol (1%).

Foi uma eleição de tirar o fôlego, leitores-eleitores! Mais uma comovente demonstração de civismo e discernimento! A disputa pelo troféu de setembro já começou! Que vença o pior!

Continua após a publicidade
Publicidade