Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A volta de Zelaya evoca a delirante manhã em que Lula acordou invocado

A volta a Honduras do ex-presidente Manuel Zelaya exige a reprise do post com o título A manhã de janeiro em que Lula acordou invocado, publicado em 12 de dezembro de 2009. O texto, que provocou mais uma intensa mobilização do timaço de comentaristas, descreve mediunicamente o que Lula faria em 28 de janeiro de […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 11h50 - Publicado em 29 Maio 2011, 14h07

A volta a Honduras do ex-presidente Manuel Zelaya exige a reprise do post com o título A manhã de janeiro em que Lula acordou invocado, publicado em 12 de dezembro de 2009. O texto, que provocou mais uma intensa mobilização do timaço de comentaristas, descreve mediunicamente o que Lula faria em 28 de janeiro de 2010, depois de confrontado com o noticiário sobre a posse do presidente Porfírio Lobo.

Os eventos relatados no texto reproduzido na seção Vale Reprise só não se consumaram porque Lula soube na tarde de 27 de janeiro que Zelaya deixara a embaixada pela manhã. Mas foi cumprida a profecia resumida na última frase. Marco Aurélio Garcia, claro, representou o governo Dilma Rousseff no comitê de recepção ao golpista trapalhão que durante cinco meses dirigiu a Pensão do Lula, instalada na embaixada em Tegucigalpa. TopTopTop merecia ser proibido de voltar ao país até resolver a pendência. Milhões de brasileiros rezariam para que não conseguisse.

Publicidade