Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A seca chegou às cidades. As águas do São Francisco continuam distantes do sertão

JÚLIA RODRIGUES No ano em que deveriam estar festejando a conclusão das obras de transposição do Rio São Francisco, os brasileiros constataram que o flagelo da seca, historicamente restrito aos sertões, já não poupa sequer as cidades. Nesta segunda-feira, a manchete da Folha de S. Paulo resumiu em nove palavras a extensão do drama: “Nordeste […]

Ilustração: Luiz Roberto

JÚLIA RODRIGUES

No ano em que deveriam estar festejando a conclusão das obras de transposição do Rio São Francisco, os brasileiros constataram que o flagelo da seca, historicamente restrito aos sertões, já não poupa sequer as cidades. Nesta segunda-feira, a manchete da Folha de S. Paulo resumiu em nove palavras a extensão do drama: “Nordeste sofre com falta de água em área urbana”.

Segundo a reportagem, entre janeiro e maio o governo desembolsou R$103 milhões com a frota de caminhões-pipa mobilizada para abastecer cerca de 2,8 milhões vítimas da estiagem. Nos primeiros cinco meses de 2012, o Ministério da Integração Nacional já gastou mais da metade dos R$ 180 milhões investidos em 2011. Se não chover até outubro, as despesas com a distribuição de água passarão de R$ 130 milhões.

O racionamento de água castiga moradores de 158 cidades nordestinas. Em Pernambuco, 20% dos reservatórios entraram em colapso. Em Lajedo, a 196km do Recife, a população suporta 20 dias sem água antes do período de abastecimento limitado a 48 horas. Na Bahia, o estado mais afetado pela seca, mais de 50% dos municípios decretaram estado de emergência.

Se depender da transposição das águas do Rio São Francisco, esse quadro não mudará tão cedo. As obras estão paralisadas em três trechos, caminham lentamente nos outros e a gastança não para de crescer. Calcula-se que o maior empreendimento do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC, acabe engolindo 71% acima do orçado inicialmente. Segundo o Ministério da Integração Nacional, o custo da transposição, agora prometida para 2015, vai saltar de R$ 4,8 bilhões para R$ 8,2 bilhões.

O ministro Fernando Bezerra, responsável pela execução das obras, atribuiu a elevação estratosférica a “adaptações e detalhamentos” requeridos pelos projetos. Bezerra também culpa o aquecimento do setor da construção civil pelo rombo nos cofres públicos. Só inocenta o ministério que comanda e, naturalmente, seus superiores.

Oficialmente incumbida de supervisionar todas as obras do PAC, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, recorreu a uma nota redigida em dilmês arcaico para driblar o tema indigesto. “Os aditivos são explicados pelo avanço dos projetos executivos, que têm identificado, com maior grau de precisão, as intervenções necessárias para a completude (sic) do projeto de interligação (sic) do São Francisco”, desconversa um trecho do palavrório.

O uso de “completude” em vez de “conclusão” mostra que a ministra está longe da nota 10 em português. O uso de “interligação” em vez de “transposição” sugere que Miriam tem pouca intimidade com o projeto. Resta à população nordestina fazer o que faz desde o começo do século 19: rezar.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    LuizRobertoTV

    Minha caríssima amiga
    Não havia lido ainda sua matéria.
    Texto excelente. Você é ótima, Júlia. E me deixou muito feliz com a oportuna colocação de uma antiga ilustração que ganhou vida nas suas palavras (a foto – desconheço o autor – é muito forte também).
    Com todo o respeito, tornei-me um fã seu; da serenidade que você transmite, do carisma, deste seu transcendente vigor intelectual e espiritual.
    Com todo o respeito do mundo,
    ‘Tio’ Luiz Roberto. Abração.
    Caro Luiz Roberto, muito obrigada. Um abraço, Júlia Rodrigues.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Razumikhin

    Lula foi no Ratinho, fez DNA e confirmou: Pai do Mensalão!

    Curtir

  3. Comentado por:

    eleitor

    Seria IMPOSSÍVEL avaliar a fortuna de MILHÕES do próprio Apedelta e seus familiares? Como um torneiro-mecânico-apedeuta sindicalista e de origem humilde, conforme ele faz questão de dizer e documentar até em filme custeado com verba pública, por intermédio da política consegue enriquecer tanto, constituindo patrimônio e fortuna junto com a família? Seriam recursos não contabilizados? Ora bolas, ele tenta salvar a própria pele atacando a JUSTIÇA que julga os 36 mensaleiros petralhas, quadrilha sem chefe, por enquanto. Pois ele sabe que a condenação de membros da sofisticada quadrilha pode levar à identificação do seu verdadeiro chefe, pois o ZÉCA-dica-de-róbar identificado nos autos do processo como o chefe da sofisticada quadrilha do mensalão foi: capitão do time do governo, braço-direito do presidente, chefe da casa civil, presidente do PT, e nunca aceitou a condição de chefe em respeito ao verdadeiro chefe do mensalão.
    A ONG rede13, aloprados do PT, cartões corporativos da presidência, DELTA-WATERFALL da dilma, confissões gravadas em vídeo do marqueteiro DUDA reconhecendo a CAIXA 2 do PT em contratos milionários, presente da SEBRAE pagando dívidas do Apedelta dentro do partido, BANESTADO com dinheiro público desviado e blindado pelo governo federal em paraísos fiscais, as viagens internacionais e nababescas do presidente, repasses bilionários de dinheiro público para CUBA e HAITI e outros milionários, para vários países de governos com honestidades duvidosas, tudo isso, pode comprometer o apedelta caso durante o desdobramento do julgamento no STF do MENSALÃO apareçam as provas até hoje omitidas…

    Curtir

  4. Comentado por:

    José Maria Pessoa de Melo

    Caro Augusto, aqui no nordeste, há muitos anos que
    os políticos inescrupulosos alimentam-se da indus-
    tria da seca, pois, como vão largar uma teta dessa!
    E agora é que está muito melhor com o governo “PE-
    TRALHA” vigente que o país está vivendo. Esperamos
    que: o eleitor responda nas urnas. Tenho dito.
    JM. Olinda, em 08 de junho de 2012

    Curtir

  5. Comentado por:

    Francisco Pinheiro

    Quero,parabenizar A VEJA,pelo espaço agradecer pela reportagem a foto tão realistica,mostrando o quanto o nosso paìs não foi e nunca sera levado, a serio porque neste ano de seca e no proximo ano com certeza sera seco,quase todo ano que termina em 2ou3, é seco 1932,1933,1942,1952,1973,1982,1983,1993, as instituições do paìs sabe mas não faz por onde mudar a realidade, que hoje não quase diferença dos seculos 16,17,18,19,20, por que a elite deste paìs especialmente do Nordeste é quem tem mais interesse, que a situação permaneça assim,com pessoas inescrupulosas, com mentalidade criminosa,psicopata,frias e calculistas, quer se bem as custas da miseria, lastima,penuria, que vive nos Estados do Nordeste, por que essa Transposição do rio são francisco poderia funcionar, 24 horas dividido em 4 turnos de 6 horas ou 3 turnos de 6 horas,tanto empregava mais pessoas vitimas da seca,com acelerava o empreendimento com Cinturão das águas do Ceará deveria funcinar em 3 turnos de 6 horas,seria uma ação de transformação inclusive a população penitenciaria,quero aproveirtar o espaço e fazer uma sugetão a VEJA pra fazer uma enquete relacionada a transposição do rio são francisco se as pessoas acreditam que ogoverno seja capaz de terminar no prazo previsto em 2015 incluindo esta foto!

    Curtir

  6. Comentado por:

    JORGE ROSSETO

    Caro Augusto,
    Por favor, me diga onde anda aquele jagunço que disse que o PMDB é um ajuntamento de bandidos, e se colocou sempre como paladino dos descamisados, e defendeu com unhas e dentes a transposição e o governo do LuLLarápio??? Por que não aparece para “denunciar” essa tragédia que ocorre no NE?

    Curtir

  7. Comentado por:

    Vanderlei

    para eles, o importante é ter dinheiro para construir estádios para a copa do mundo, e bolsa miséria para todos nossos irmãos nordestinos..

    Curtir

  8. Comentado por:

    José

    Decerto que a estória de transposição do rio São Francisco, é um plano muito bem estruturado e coordenado, oriundo de mentes doentias. Calculou-se antecipadamente quanto iriam roubar durante o andamento da farsa, bem, e o que fosse construído iria servir aos amigos coronéis e políticos componentes da quadrilha. Se, de fato, esse projeto fosse realmente sério, pergunta-se: por que o batalhão de engenharia do exército não ficou encarregado de sua execução? Claro, aí não teria dinheiro para as empreiteiras e nada seria dividido entre os sérios e honestos governantes! Mas, enfim, o povo sofredor do nordeste nunca vai perceber a safadeza de quem afirma ser seu salvador. Portanto, está tudo dentro da normalidade nordestina. Continuem rezando e fazendo promessas, de preferência a São Lula!

    Curtir

  9. Comentado por:

    Francisco Rios

    Prezada autora, apenas agora li este texto, o qual, apesar de ser antigo, (infelizmente) ainda trata de um tema atual.
    Entretanto, o que me moveu a comentá-lo foi a glosa que fizeste sobre as palavras usadas pela ministra acerca do tema.
    Em tempo, informo que trabalho no projeto, e há muito tempo que não utilizamos o termo “transposição”, o qual agora é chamado de integração; portanto, interligação está apropriado.
    com·ple·tu·de
    (completo + -ude)
    substantivo feminino
    Qualidade do que é ou está completo. = COMPLETITUDE
    Tudo de bom pra ti!

    Curtir

  10. Comentado por:

    adonias.ferreira33@hotmail.com

    A tranfusao do rio sao francisco foi so um dos golpe para virar a cabeça dos nordestino maz nao passa de um semiterio de concreto e esvio de dinheiro publico! Q

    Curtir