Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Missão Ampulheta’ pressiona Lewandowski para que o mensalão seja julgado até junho

Nascido no Facebook, o movimento “Queremos Ética na Política” acaba de lançar ─ em parceria com o Transparência Brasil e outros 21 grupos também criados na internet ─ a campanha batizada de Missão Ampulheta. Objetivo: pressionar os integrantes do Supremo Tribunal Federal, especialmente o ministro Ricardo Lewandowski, para que o processo do mensalão seja julgado […]

Por Augusto Nunes - Atualizado em 18 fev 2017, 16h55 - Publicado em 9 abr 2012, 20h45

Nascido no Facebook, o movimento “Queremos Ética na Política” acaba de lançar ─ em parceria com o Transparência Brasil e outros 21 grupos também criados na internet ─ a campanha batizada de Missão Ampulheta. Objetivo: pressionar os integrantes do Supremo Tribunal Federal, especialmente o ministro Ricardo Lewandowski, para que o processo do mensalão seja julgado ainda neste semestre.

Um manifesto redigido pelos organizadores será entregue ao ministro Ricardo Lewandowski, revisor do processo, durante a audiência marcada para as 16h do próximo dia 25, no salão branco do STF.  Os militantes envolvidos na Missão Ampulheta, como avisa o nome da campanha que já contabiliza mais de 60 mil adesões, querem deixar claro que a passagem do tempo beneficia os mensaleiros impunes.

Convocadas para o feriado de 21 de abril, manifestações de protesto divulgarão o encontro com Lewandowski e insistirão numa nova palavra de ordem: “SOS STF: julgamento do mensalão já”. Mais informações podem ser encontradas no Facebook , na página Mensalômetro.

Publicidade