Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

1 Minuto com Augusto Nunes: O fracasso subiu à cabeça baldia de Lula

  Fernando Henrique Cardoso é sociólogo. Lula deixou de ser torneiro-mecânico em 1976 e nunca mais soube o que é viver do próprio salário. FHC escreve livros. Lula nunca leu nenhum e até agora só rabiscou quatro bilhetes com letra de Jardim da Infância. FHC, um adversário civilizado derrotou duas vezes o inimigo boçal na […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 00h07 - Publicado em 12 nov 2015, 15h52

http://videos.abril.com.br/veja/id/676b641efd58728a577432a39013a51f?

 

Fernando Henrique Cardoso é sociólogo. Lula deixou de ser torneiro-mecânico em 1976 e nunca mais soube o que é viver do próprio salário. FHC escreve livros. Lula nunca leu nenhum e até agora só rabiscou quatro bilhetes com letra de Jardim da Infância.

FHC, um adversário civilizado derrotou duas vezes o inimigo boçal na disputa da Presidência, sempre no primeiro turno. FHC faz palestras. Lula faz comícios em que elogia o que finge ter feito. O palestrante é o disfarce do facilitador de negócios.

FHC fez o Plano Real, estabilizou a economia, instituiu a responsabilidade fiscal e consolidou a democracia. Lula inventou o Brasil maravilha, passou oito anos celebrando triunfos imaginários, inventou Dilma Rousseff e deixou uma herança maldita que ameaça o Estado de Direito.

FHC é um homem honrado. Lula está na mira da Operação Lava Jato. Mas acha que FHC quer ser um lula quando crescer. O fracasso subiu-lhe à cabeça baldia.

Continua após a publicidade
Publicidade