Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Estudo analisa efeitos do clima na transmissão de doenças

Pesquisadores compararam três cenários de temperaturas diferentes para avaliar a relação entre patógenos e hospedeiros

Por Jennifer Ann Thomas 16 fev 2022, 16h44

A flutuação da temperatura, como ondas de calor, pode gerar novos efeitos em taxas de infecção e desenvolvimento de doenças. Um novo estudo, publicado no periódico eLife, sugere que será cada vez mais difícil prever as consequências da mudança do clima nas interações entre patógenos e hospedeiros conforme a temperatura do planeta aumenta e os eventos extremos se tornam mais comuns.

Patógenos e hospedeiros são sensíveis a mudanças na temperatura. Contudo, ainda não há muito conhecimento sobre como a mudança extrema e brusca de temperatura pode afetar esse relacionamento e como isso influencia, de forma geral, as taxas e os resultados das doenças.

De acordo com o principal autor do estudo, Pepijn Luijckx, da Trinity College em Dublin, na Irlanda, a mudança do clima terá interferência não só na temperatura média, mas também nas flutuações de temperaturas e na intensidade de eventos extremos.

“Embora os estudos tenham quantificado os efeitos do aumento da temperatura média nas características do hospedeiro e do patógeno, a influência de regimes de temperatura variável, como ondas de calor, permanece amplamente desconhecida”, disse.

O grupo de pesquisadores examinou os efeitos de temperaturas diferentes em vários traços do organismo de um hospedeiro e de um parasita. A transmissão desse parasita representa uma transmissão ambiental clássica, similar aos padrões de doenças como a covid-19 e cólera.

A equipe observou as respostas dos organismos em três regimes de temperatura diferentes. “Nossas descobertas mostram que a variação de temperatura altera o resultado das interações hospedeiro-patógeno de maneiras complexas”, afirmou Luijckx.

“Não só a variação de temperatura afeta diferentes características de hospedeiros e patógenos de maneira distinta, mas o tipo de variação e a temperatura média à qual ela é aplicada também importa”, explicou. “Isso significa que mudanças nos padrões de variação climática, sobrepostas às mudanças nas temperaturas médias devido ao aquecimento global, podem ter efeitos profundos e imprevistos na dinâmica das doenças”.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês