Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Rio: Motorista não informou ter epilepsia ao tirar CNH

Antonio de Almeida Anaquim, de 41 anos, atropelou 17 pessoas na noite desta quinta-feira – uma bebê de apenas 8 meses não resistiu aos ferimentos

Por Da Redação - Atualizado em 10 dez 2018, 14h14 - Publicado em 19 jan 2018, 12h37

O Departamento de Trânsito do Rio de Janeiro (Detran-RJ) informou nesta sexta-feira que o motorista que atropelou dezessete pessoas na noite desta quinta não contou que sofria de epilepsia ao tirar a carteira de habilitação. Antonio de Almeida Anaquim, de 41 anos, também estava com a CNH suspensa desde 2014 e não devolveu a carteira para realizar o curso de reciclagem.

Anaquim perdeu o controle do carro e invadiu a calçada e a areia da praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio, por volta das 20h30 de ontem. Dos dezessete feridos, uma bebê, de apenas 8 meses, não resistiu aos ferimentos e morreu.

Publicidade