Clique e assine com 88% de desconto

Bolsonaro quer que Macron ‘retire o que disse’ para analisar ajuda do G7

Presidente Jair Bolsonaro disse que Macron o chamou de mentiroso e que teria contestado a soberania da Amazônia

Por Da Redação - 27 ago 2019, 19h18

Governadores dos nove estados que compõem a Amazônia legal pediram ao presidente Jair Bolsonaro que aceite os 20 milhões de euros oferecidos pelo G7 para combater as queimadas na Amazônia. Helder Barbalho, governador do Pará, insistiu que nesse momento não é correto abdicar desses recursos.

Mais cedo, Bolsonaro afirmou que só aceitaria as doações caso o presidente francês Emmanuel Macron retire o que o brasileiro chamou de “insultos” feitos a ele. A relação entre os dois líderes é complicada, e piorou depois que o brasileiro comentou uma publicação indelicada sobre a primeira-dama francesa nas redes sociais.

Ainda não oficialmente indicado ao cargo de embaixador do Brasil em Washington, Eduardo Bolsonaro afirmou que já está estudando história – mas com a ajuda de um canal no YouTube que já foi acusado de propagar fake news.

Publicidade