Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Um paraíso para os geeks em São Paulo

Livraria Cultura inaugura loja para os aficionados em games, HQs, jogos de tabuleiro, acessórios para gadgets e demais itens da cultura nerd

Os fãs de The Big Bang Theory, Metal Gear e Will Eisner ganharam um novo ponto de encontro. A Livraria Cultura inaugura nesta quarta-feira, no Conjunto Nacional da Avenida Paulista, uma loja capaz de reunir em 218 metros quadrados os interesses de um grupo que vem ganhando adeptos: os geeks.

Leia mais:

Nerds já têm almanaque para chamar de seu

Jogos clássicos de tabuleiro migram para tablet e celular

A loja, batizada Geek.etc.br, aproveita, por exemplo, o crescimento substancial na venda de jogos registrado pela rede. “Só em dezembro, comercializamos mais games do que em todo o ano de 2010. Atualmente, os jogos eletrônicos representam 3% de todas as nossas vendas”, diz Igor Oliveira, coordenador do projeto.

Esse não é o único indicador a animar a abertura da loja. Segundo pesquisa do Ibope encomendada pela distribuidora NC Games, 31% dos brasileiros possuem console de games em casa. E, até o ano passado, 18% eram jogadores ativos, de acordo com levantamento realizado pela Atrativa e pela Newzoo, consultoria holandesa especializada em tecnologia. Ou seja, há espaço para crescer.

No setor de quadrinhos a evolução também é aparente. Segundo o relatório Retratos da Leitura no Brasil, realizado pelo Instituto Pró-Livro em 2011, os HQs estão entre as preferências de 30% dos leitores no país. Em 2007, esse gênero era o favorito de apenas 22%. Waldomiro Vergueiro, coordenador do Observatório de Histórias em Quadrinhos da Universidade de São Paulo, afirma que desde 2005 o mercado testemunha uma aceleração na produção de HQs no formato livro. “Esse movimento fez com que as livrarias criassem espaços próprios para esses títulos”, diz. “A produção nacional cresceu e muitas editoras passaram a publicar quadrinhos nacionais.” É o caso da Companhia das Letras, que em 2008 criou um selo exclusivo para cartunistas estrangeiros e locais.

Para conquistar o público, que se identifica com Sheldon Cooper, o nerd carismático de The Big Bang Theory, a equipe liderada por Oliveira foi buscar na internet possíveis parceiros. Entre os distribuidores da Geek.etc.br estão o site Linux Mall, que desde 1999 vende camisetas, canecas e brinquedos com temática geek, e a marca carioca Meninos.

Entre os produtos oferecidos na nova loja estão um catálogo de 800 games, acessórios para consoles, capas para iPhone, edições limitadas de Moleskine (Star Wars e Lego), trilhas de jogos, tapetes, camisetas e uma série de produtos licenciados, como os cadernos de anotações e filmes da Lomo, as tradicionais máquinas fotográficas de plástico.

Jogos de tabuleiros, mangás, quadrinhos e figuras de ação (bonecos para colecionadores) também estão nas prateleiras da loja, que conta com oito estações de experimentação (consoles conectados) para os aficionados em videogame. “Queremos que o espaço se torne um ponto de encontro dessa turma”, diz Oliveira.

A Geek.etc.br também receberá eventos, como lançamentos de livros, jogos ou filmes. Serão realizados ainda encontros com donos de Nintendo DS ou habitués de jogos de tabuleiro ou cartas. Segundo o coordenador do projeto, a expectativa é que a marca ganhe “subsidiárias” em outras praças onde a Cultura está estabelecida. “A Cultura é uma marca bastante conhecida. Portanto, muitos avós comprarão games para seus netos na Geek”, diz.

Leia mais:

Nerds já têm almanaque para chamar de seu

Jogos clássicos de tabuleiro migram para tablet e celular