Clique e assine a partir de 9,90/mês

Microsoft lança celular com 2 chips e TV digital por R$ 700

Lumia 630 é primeiro aparelho a chegar ao país após empresa finalizar compra da Nokia

Por Claudia Tozetto - 15 Maio 2014, 13h46

A Microsoft anunciou nesta quinta-feira a data para lançamento do smartphone Lumia 630 no Brasil. O produto, apresentado na conferência de desenvolvedores Build, em abril, ganhou versão específica para o país: com suporte a dois chips de operadoras diferentes e TV digital, ele chegará às lojas em junho por 699 reais. A empresa também anunciou uma versão com um único chip, por 549 reais, e o lançamento de uma versão 4G do Lumia 630 no segundo semestre. Os aparelhos serão comercializados com o selo Nokia, empresa comprada pela Microsoft em setembro de 2013.

Leia também:

Com novo CEO, Microsoft tem que encarar mundo pós-PC

Compra da Nokia coloca Microsoft na briga com Apple e Samsung

Continua após a publicidade

O Lumia 630 é o primeiro aparelho a chegar ao Brasil depois que a Microsoft finalizou a operação de compra da Nokia, no final de abril. Segundo Christian Capelli, diretor de dispositivos inteligentes da Microsoft Devices para a América Latina, o produto foi desenvolvido antes da integração das duas empresas, que começou a ocorrer há apenas duas semanas. “Nosso foco são os consumidores à procura do primeiro smartphone”, diz Capelli.

O novo aparelho tem tela de 4,5 polegadas, feita de vidro resistente a riscos, e resolução de 854 x 480 linhas (inferior à do HD). O produto possui processador Snapdragon de 1,2 GHz com quatro núcleos – recurso incomum em aparelhos nessa faixa de preço – e memória RAM de 512 MB.

A memória interna do Lumia 630 é de 8 GB e há entrada para cartão de memória microSD. O uso de cada um dos chips pode ser configurado: há a possibilidade de usar uma operadora diferente para cada contato e também adotar o uso de um dos chips apenas para enviar e receber dados ao navegar na internet.

O produto também é o primeiro aparelho da linha Lumia compatível com a recepção de sinal digital, recurso que só estará disponível no Brasil. O app que permite acessar conteúdo da TV aberta, com resolução HD, foi desenvolvido pelo Instituto Nokia de Tecnologia, braço de pesquisa e desenvolvimento da Nokia localizado em Manaus. Ele permite alternar entre os canais e gravar programas da TV aberta na memória do aparelho, recurso comum na maioria dos aparelhos com TV.

Continua após a publicidade

A Nokia também anunciou que o Lumia 930, aparelho mais avançado da linha com Windows Phone 8.1, chegará ao Brasil no terceiro trimestre de 2014. O aparelho possui tela de OLED (diodo emissor de luz orgânico, na sigla em inglês) com tecnologia Clear Black, que aumenta o contraste entre as imagens. Ele é equipado com chip Snapdragon 800 de 2,2 GHz com quatro núcleos e memória RAM de 2 GB, além de memória interna de 32 GB. A câmera é o principal destaque, já que fotografa com resolução de 20 megapixels e filma em Full HD. O produto é compatível com redes 4G.

Integração – O anúncio da chegada dos novos produtos ao Brasil ocorre poucas semanas após a Microsoft anunciar a aprovação da compra da Nokia pelos órgãos reguladores em todo o mundo. A compra da fabricante de celulares foi anunciada em setembro de 2013, após mais de um ano da parceria estratégica firmada pelas duas empresas. “Este é o primeiro lançamento que fazemos como uma única empresa”, disse Anderson Teixeira, vice-presidente sênior da Microsoft Devices para a América Latina, na abertura do evento realizado em São Paulo.

De acordo com Capelli, embora os novos dispositivos ainda não tenham sido desenvolvidos pelas empresas nessa nova fase, os próximos produtos devem chegar ao mercado mais rápido e oferecerão uma experiência mais integrada aos consumidores. “Agora temos a possibilidade de fazer hardware e software funcionarem como um só, sem depender de outra empresa”, diz Capelli. O executivo não revela quando os primeiros smartphones desenvolvidos em conjunto pelas empresas chegarão às lojas.

A Microsoft optou por não descartar a marca Nokia por enquanto. Segundo Teixeira, ao adquirir a divisão de dispositivos e serviços da empresa, a Microsoft firmou um acordo para licenciar a marca Nokia até abril de 2024. “Estamos começando um novo capítulo da história da Microsoft e ainda não sabemos o que vamos fazer com a marca”, diz Teixeira.

Publicidade