Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Google quer cooperação entre redes sociais

Executivo Eric Schmidt sugere nova parceria com Twitter e Facebook

Por Da Redação 8 jul 2011, 12h34

O Google está deixando a porta aberta para cooperação com gigantes das redes sociais como Facebook e Twitter, disse Eric Schmidt, presidente do conselho da companhia, nesta sexta-feira. O executivo acredita que há espaço para várias redes atuarem ao mesmo tempo.

A afirmação surge pouco mais de uma semana após o lançamento do serviço Google+, que mistura recursos de comunidades, videochat e compartilhamento de informações por meio de atualização de status de seus usuários. “Um dos recursos mais populares do Google+, especialmente entre usuários jovens, é o de videoconferência”, disse.

Schmidt – que transferiu o posto de presidente-executivo ao cofundador Larry Page, em abril, e agora gerencia assuntos ligados ao governo – afirmou que ainda é cedo para avaliar os resultados do Google+. Mas um indicador do interesse do público é o grande número de pessoas que pedem para entrar no serviço, ainda limitado a convidados.

O executivo acrescentou que “adoraria ter uma integração maior com o Twitter e o Facebook”. O acordo de buscas entre Google e o microblog expirou recentemente e, apesar de uma “discussão substancial e longa”, as companhias não chegaram a um novo contrato. “Além disso, a proposta de discutir a importação de contatos da rede criada por Mark Zuckerberg (o Facebook) não chegou a lugar nenhum”, disse.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade