Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Google acata lei de censura da China

O gigante da internet Google, que ameaçou cancelar as operações na China, continua acatando a lei de censura do país e filtrando os resultados das buscas na internet, anunciou a empresa.

O porta-voz do Google, Gabriel Stricker, respondeu “sim” ao ser questionado pela agência France-Presse se a empresa continuava filtrando os resultados das buscas no google.cn. A empresa anunciou na terça-feira que interromperia a cooperação com a censura da China após os ataques cibernéticos sofisticados dirigidos a militantes chineses dos direitos humanos.

Espiões virtuais na China atacaram o Google e pelo menos mais 30 empresas não identificadas para, supostamente, roubar propriedade intelectual e ter acesso às contas de e-mail de ativistas ao redor do mundo.

Nesta quinta-feira, o governo da China se declarou favorável às atividades em seu território das companhias internacionais de internet que respeitam a lei. “A China recebe as operações em acordo com a lei das empresas internacionais de internet”, declarou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Jiang Yu. “A internet na China está aberta e o governo chinês estimula seu desenvolvimento”, completou.

(Com agência France-Presse)