Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Blockbuster terá serviço de streaming de vídeo

Companhia quer concorrer com o Netflix, que atualmente possui mais de 25 milhões de usuários nos Estados Unidos

Por Da Redação 7 set 2011, 11h59

A Dish Network, que adquiriu a Blockbuster por 320 milhões de dólares em abril, começará a investir em serviços de streaming de vídeo nos próximos meses. O modelo de negócio será baseado em assinatura mensal e o principal objetivo do grupo é concorrer com o Netflix, cuja base de usuários é de mais de 25 milhões nos Estados Unidos.

O diferencial da Blockbuster, garantem fontes ouvidas pelo site da revista TIME, estará no conteúdo. Além de oferecer filmes de múltiplos estúdios, o grupo proprietário da marca fechou um acordo com a operadora de TV a cabo Starz, que anunciou nesta semana que não renovará contrato com o Netflix. O canal possui direito de exclusividade pela primeira exibição de filmes da Sony e Disney.

Nos últimos dias, outros dois candidatos a concorrentes do Netflix foram notícia na rede. A Amazon afirmou considerar o lançamento do Lovefilm, um serviço de streaming de vídeo europeu, nos Estados Unidos e as especulações acerca da compra do Hulu pelo Google ganharam mais força.

O grupo Dish Network, que adquiriu a Blockbuster após a empresa declarar falência, preferiu não comentar o assunto. A iniciativa de usar a marca para um serviço de vídeo sob demanda, no entanto, não é inédita. Atualmente, a Blockbuster já oferece esse tipo de recurso em um modelo que não exige assinatura do usuário.

Brasil – Não há indícios de que o serviço da Blockbuster ganhará expansão internacional logo após seu lançamento em território americano. A Netflix, por sua vez, estreou no Brasil na última segunda-feira e oferece aos usuários do país assinatura mensal de 14,99 reais, além de um mês gratuito de acesso ao recurso.

Leia mais:

Blockbuster pede concordata nos Estados Unidos

Americana Netflix começa a operar no Brasil

Vida em Rede: Por que Apple, Yahoo e Google querem comprar o Hulu

Continua após a publicidade
Publicidade