Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Sexo ajuda a dormir melhor, diz estudo

Uma nova pesquisa mostrou que pessoas que tiveram relação sexual satisfatória antes de dormir, tiveram um sono mais tranquilo

Por Da Redação
Atualizado em 5 dez 2017, 14h28 - Publicado em 5 dez 2017, 14h15

Se você estiver com dificuldades para dormir, fazer sexo pode ser uma boa opção para a tão sonhada noite de sono. De acordo com um estudo feito pelo especialista em sono Michele Lastella, ter uma relação sexual antes de ir para a cama é o segredo para um sono perfeito. No entanto, a qualidade do sono está diretamente associada ao orgasmo e à satisfação mútua dos parceiros.

No estudo, realizado com 460 adultos com idade entre 18 e 70 anos, Lastella, que é pesquisador da Universidade Central Queensland, na Austrália, concluiu que a maioria das pessoas têm muita dificuldade de ‘desligar’ antes de dormir. Por outro lado, 64% dos participantes relataram dormir melhor após fazerem sexo com um parceiro e chegarem ao orgasmo.

“Existem fortes evidências para você trocar o tempo em frente às telas por um período de ‘brincadeiras’. Quando você está envolvido no sexo, você não está pensando no que tem que fazer no dia seguinte, você não está mexendo no telefone. Isso o distrai.”, afirmou o pesquisador ao portal australiano Adelaide Now.

Continua após a publicidade

Um estudo semelhante, conduzida pela Oxford Economics e pelo Centro Nacional para Pesquisa Social, da Inglaterra, descobriu que uma boa noite de sono e sexo bde qualidade superam o impacto do dinheiro no bem-estar.

“Um sono de qualidade é o maior contribuinte para uma vida melhor”, disseram os pesquisadores. Aqueles que se descreveram como mais felizes, também relataram estar mais satisfeitos com sua vida sexual.

Coquetel bioquímico

Além da distração, o efeito “sonífero” do sexo está diretamente associado à produção de um ‘coquetel bioquímico‘ pelo corpo durante e após a relação.

Um baixo nível de stress, associado ao sentimento de intimidade, causado pela ocitocina, e de euforia, causado pela liberação de endorfinas, tem um efeito calmante que induz o sono.

A relação sexual também desencadeia outras alterações que propiciam uma noite melhor. Nas mulheres, por exemplo, há um aumento do estrogênio, que melhora o ciclo REM e contribui para um sono mais profundo. Já nos homens, há maior liberação de prolactina, hormônio diretamente responsável pela sensação de fadiga.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.