Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ministério da Saúde faz alerta de risco sobre nova variante do coronavírus

Pasta enviou comunicado às secretarias de saúde de todo o pais recomendando a notificação imediata caso haja confirmação de casos

Por Cilene Pereira Atualizado em 26 nov 2021, 18h34 - Publicado em 26 nov 2021, 18h21

O Ministério da Saúde emitiu nesta sexta-feira, 26, um alerta aos 129 Centros de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do Brasil sobre a Ômicron, nova variante do coronavírus que está alarmando a comunidade científica global. O documento pede que os serviços façam a notificação imediata se houver detecção de casos. Viajantes oriundos de países onde a cepa já foi identificada que apresentarem sintomas deverão ser monitorados por até catorze dias. Os que não manifestarem sinais da Covid-19 deverão ser acompanhados por até sete dias.

Até o momento, segundo o Ministério da Saúde, não há registro de casos no Brasil.

Mais cedo, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a adoção de restrições aos voos e viajantes vindos dos países com presença da nova variante.

A Organização Mundial da Saúde divulgou também nesta sexta-feira, 26, divulgou o nome da cepa – Ômicron, 15a. letra do alfabeto grego – e a classificou como variante de preocupação. A cepa apresenta mais de cinquenta mutações – o maior número visto até agora – , trinta delas na proteína Spike, usada pelo coronavírus para invadir as células.

Continua após a publicidade

Publicidade