Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Médico de Serra Leoa com ebola será tratado nos EUA

Paciente será a décima pessoa com a doença a receber tratamento no país

Um cirurgião que trabalha em Serra Leoa e foi diagnosticado com ebola será levado aos Estados Unidos no sábado para receber tratamento, informaram autoridades dos dois países. Martin Salia ficará internado no Centro Médico Nebraska, na cidade de Omaha. De acordo com a embaixada americana em Freetown, capital do país africano, o próprio paciente pagará pelo transporte.

Cidadão de Serra Leoa, Salia, de 44 anos, tem residência permanente nos Estados Unidos. Ele será o terceiro paciente com ebola no hospital de Omaha e a décima pessoa com a doença a receber tratamento nos Estados Unidos.

Salia, um cirurgião geral que trabalha no Hospital Kissy United Methodist em Freetown, apresentou sintomas do ebola no dia 6 de novembro, mas testes deram negativo para o vírus. Ao repetir os exames na segunda-feira, foi constatada a presença do ebola. Com estado de saúde estável, ele está internado num centro de tratamento para a doença na capital do país.

Leia também:

Médico internado em NY está curado do ebola e terá alta

Mali registra mais duas mortes por ebola

Médicos – Serra Leoa é um dos três países do oeste africano mais afetados pela epidemia de ebola neste ano, ao lado de Guiné e Libéria. Outros cinco médicos contraíram a doença no país e todos morreram. A doença matou mais de 5 000 pessoas na região.

O hospital em Omaha é um dos quatro nos Estados Unidos com unidades especializadas de tratamento para pessoas com doenças infecciosas altamente perigosas.

(Com Estadão Conteúdo)