Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Estudo associa ingredientes à melhora da flora intestinal. Saiba quais

“Pesquisa mostrou que as pessoas que têm muitos micróbios diferentes têm saúde melhor”, disse autora

Por Diego Alejandro
28 dez 2022, 11h56

Adicionar um punhado de amendoim ou cerca de uma colher de chá de ervas e especiarias à sua dieta pode afetar a composição das bactérias intestinais, um indicador da saúde geral, de acordo com uma nova pesquisa da Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos. Em dois estudos separados, cientistas estudaram os efeitos de pequenas mudanças na dieta e encontraram benefícios para o microbioma intestinal.

Para o estudo do amendoim, publicado na revista Clinical Nutrition, a pesquisadora Penny Kris-Etherton e seus colegas compararam os efeitos de comer 28 gramas de amendoim por dia versus um lanche com mais carboidratos. Ao final de seis semanas, os participantes que comeram amendoim apresentaram maior abundância de Ruminococcaceae, um grupo de bactérias ligadas ao metabolismo saudável do fígado e à função imunológica.

“A pesquisa mostrou que as pessoas que têm muitos micróbios diferentes têm saúde melhor e uma dieta melhor”, disse Penny, que é professora de ciências nutricionais da universidade.

No estudo de ervas e especiarias, publicado no periódico The Journal of Nutrition, os cientistas analisaram o impacto da adição de misturas de ervas e especiarias – como canela, gengibre, cominho, açafrão, alecrim, orégano, manjericão e tomilho – às dietas controladas de participantes em risco de doença cardiovascular. Ao final de quatro semanas, os participantes mostraram um aumento na diversidade de bactérias intestinais, incluindo um aumento em Ruminococcaceae, principalmente com doses médias e altas de ervas e especiarias.

“É uma coisa tão simples que as pessoas podem fazer”, afirmou Penny. Em ambos os estudos, o aumento de Ruminococcaceae e da diversidade bacteriana foi visto de forma positiva, pois os cientistas continuam a aprender mais sobre a conexão entre a microbiota intestinal e um espectro de fatores de saúde, da pressão arterial ao peso.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.