Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Depressão: o conselho de Stephen Hawking sobre a doença

Durante uma palestra em Londres, Hawking comparou a depressão a um buraco negro e deu um conselho para todos que enfrentam a doença

Por Da redação 14 mar 2018, 19h09

Stephen Hawking era famoso por fornecer, de forma simples, informações complexas e inestimáveis sobre o espaço, o tempo e a física teórica. No entanto, de acordo com informações do site especializado IFL Science, durante uma palestra em 2016, o cientista deu alguns conselhos brilhantes para quem sofre de depressão, fazendo uma comparação poética entre a doença e um buraco negro: não importa quão escuro pareça, não é impossível de escapar.

“A mensagem desta palestra é que os buracos negros não são tão pretos quanto parecem. Eles não são prisões eternas, como se acreditava. As coisas podem tanto sair de um buraco negro por onde entraram, como possivelmente ir para outro universo. Então, se você sentir que está em um buraco negro, não desista – há uma saída.”, disse Hawking.

Essa palavras foram ditas a mais de 400 pessoas durante uma palestra no Instituto Royal, em Londres, na Inglaterra. Hawking, que completou 74 anos no dia seguinte ao evento, conviveu durante 55 anos com esclerose lateral amiotrófica (ELA), uma doença degenerativa que afetou seus neurônios motores. Vale lembrar que quando ele foi diagnosticado, em 1963, os médicos disseram que ele teria apenas mais dois anos de vida.

Falando para a mesma audiência,Lucy, uma de suas filhas, notou a incrível aptidão mental – intelectual e emocional – de seu pai. “Ele tem um desejo muito invejável de continuar e a capacidade de juntar todas as suas reservas, toda a sua energia, todo seu foco mental para o objetivo de continuar. Mas não apenas continuar com os fins da sobrevivência, mas para transcender isso, produzindo um trabalho extraordinário – escrevendo livros, dando palestras, inspirando outras pessoas com deficiências neurodegenerativas e outros problemas”.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês