Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cinco profissões fadadas a desaparecer

Mais de 50% das tarefas desempenhadas por trabalhadores não qualificados, que incluem zeladores e empregados domésticos, deverão ser automatizadas até 2030

– Turma do escritório
As profissões que envolvem registro, organização e tarefas de escritório (como manipulação de dinheiro e preparativos para viagens) serão substituídas a curto prazo por assistentes virtuais inteligentes (como Siri e Alexa). De acordo com uma pesquisa sobre o impacto da tecnologia no trabalho feita pela PricewaterhouseCoopers (PwC), do Reino Unido, 54% dos profissionais que se dedicam a esse tipo de serviço serão afetados já a partir de 2020.

– Condutores
Pilotos de barco e maquinistas terão de achar outra ocupação no futuro próximo. Segundo a PwC, até 2030 64% das tarefas de operação, montagem e condução de máquinas, incluindo alguns meios de transporte, serão feitas por robôs.

– Trabalhadores não qualificados
Mais de 50% das tarefas desempenhadas por essa categoria, que engloba de zeladores a empregados domésticos, deverão ser automatizadas até 2030.

– Trabalhadores manuais
Entre os profissionais da indústria em geral (soldadores, mecânicos, operários de manufatura e construção), a automatização começou há mais tempo e deve atingir a marca de 50% ao longo da década de 2030.

– Técnicos e profissionais de nível médio
Cerca de 30% das profissões de nível médio, como técnico em enfermagem e técnico em programação, devem desaparecer a partir dos anos 2020. Serão substituídas por robôs ou algoritmos.

Publicado em VEJA de 22 de agosto de 2018, edição nº 2596