Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Veja Essa: Gilson Machado, Eduardo Bolsonaro e Mourão

As frases que marcaram a semana

Por Lizia Bydlowski
Atualizado em 4 jun 2024, 13h20 - Publicado em 19 nov 2021, 06h00

“A queimada da Amazônia é uma grande fake news.”
GILSON MACHADO, ministro do Turismo, fazendo coro com a vasta delegação brasileira — o presidente inclusive — que se empenhou em espalhar fake news sobre a floresta em Dubai

“Agora tem o MTST raiz e o MTST Nutella.”
EDUARDO BOLSONARO, deputado (PSL-SP), criticando a foto de Wagner Moura comendo camarão em exibição de seu filme Marighella em acampamento do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto em São Paulo

“Nosso rolé é socializar comida e moradia para todos. Camarão também.”
MTST, rebatendo que Moura degustava um “acarajé no prato” vendido a 20 reais no restaurante que doou marmitas ao evento

“Vamos baixar a bolinha. Vocês conhecem o presidente.”
HAMILTON MOURÃO, vice-presidente, tentando suavizar declarações que apontam para intervenção ideológica do governo na prova do Enem

“Se a gente matar um monte de judeus e se apropriar do poder econômico dos judeus, o Brasil enriquece. Foi o que aconteceu na Alemanha pós-guerra.”
JOSÉ CARLOS BERNARDI, comentarista da Jovem Pan News. Ele pediu desculpas pelo “comentário infeliz” e disse que foi “mal-entendido”. A barbaridade dita é inaceitável

“Todos os dias são aplicadas seis vezes mais terceiras doses no mundo todo do que primeiras doses nos países pobres. É um escândalo.”
TEDROS ADHANOM, diretor da OMS, em campanha para priorizar a vacinação da população de baixa renda

Continua após a publicidade

“Acho que eu podia ter lidado melhor com a coisa.”
BORIS JOHNSON, primeiro-ministro britânico, admitindo que sua decisão de passar a mão na cabeça de um parlamentar acusado de improbidade foi um tiro no pé. O ato desencadeou várias outras acusações e a aprovação do Partido Conservador despencou

“Ele fragilizou a Petrobras e mudaram, com essa ação dele, a política de preços.”
GLEISI HOFFMANn, presidente do PT, esticando demais a corda ao pôr na conta de Sergio Moro a alta dos combustíveis

“Transformar bandidos em heróis e atribuir a culpa a quem combateu o crime é estratégia para alterar verdades e inverter valores.”
SERGIO MORO, virtual candidato à Presidência, aproveitando a deixa

“Ainda falta uma semana e as previsões mudam, mas parece que vai ser aquela tempestade que paralisa aviões, trens e carros.”
CHAD MYERS, meteorologista, sobre o péssimo tempo na Costa Leste na semana de Ação de Graças, o feriado em que os americanos mais viajam

“Acho que vou passar o resto do dia chorando. O melhor dia da minha vida.”
BRITNEY SPEARS, cantora, diante da decisão da Justiça de livrá-la definitivamente da tutela do pai, Jamie, que há treze anos controlava todos os seus atos

Continua após a publicidade

“Mick Jagger ainda é o showman número 1 do rock. (…) Mas se você estiver passando na calçada e ouvir a banda dele tocando, vai pensar: ‘Que banda de pub mais medíocre’.”
ROGER DALTREY, vocalista do The Who, fazendo pouco dos Rolling Stones

TAÍS ARAUJO
TAÍS ARAUJO – (@taisdeverdade/Instagram)

“Para mim é evolução espiritual. E não sou espiritualmente evoluída nesse sentido.”
TAÍS ARAUJO, atriz, explicando que admira quem pratica o casamento aberto, mas não é o seu caso

Publicado em VEJA de 24 de novembro de 2021, edição nº 2765

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.