Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

O novo “oásis” dos conservadores em Brasília

Mansão em Brasília vai sediar instituto comandado por Eduardo Bolsonaro, o filho do presidente

Por Ricardo Chapola e Hugo Marques Atualizado em 7 jun 2022, 20h16 - Publicado em 7 jun 2022, 18h47

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), filho do presidente da República, alugou uma mansão em Brasília com mais de 10 mil metros quadrados de área. O espaço, localizado no Lago Sul, uma das áreas mais chiques  da capital, abrigará a nova sede do Instituto Conservador-Liberal, entidade da qual o parlamentar é sócio junto com Sérgio Henrique Sant’Ana, advogado e ex-assessor do do Ministério da Educação na gestão do ministro Abraham Weintraub.

Criado em 2019, o Instituto Conservador-Liberal registra uma ampla lista de atividades em seus registros junto à Receita Federal. Elas vão desde a edição de livros e revistas, até a produção de pesquisas, organização de feiras, promoção de ensino de arte e cultura e o treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial. A propriedade que sedia atualmente a instituição desperta curiosidade dos vizinhos pelo tamanho. O imóvel já  recebeu uma faculdade, chamada Uninacional, e já foi um conhecido ponto de realização de festas e eventos na cidade.

Em anúncios disponíveis na internet, o espaço era chamado como “Mansão Oásis”. Além das dimensões, a residência conta com cascatas, árvores, pedras seculares, estacionamento interno, salão para 450 pessoas sentadas, piscina, churrasqueira e sala privativa. 

Sergio Sant’Ana confirmou que o imóvel foi alugado e está sendo reformado para abrigar a sede do Instituto. Segundo ele, o aluguel não chega a 15 mil mensais. A reforma está sendo feita com doações de amigos e de empresários. O projeto prevê um espaço para receber 100 pessoas e a construção de um estúdio para gravações de vídeo.

A mansão pertence à família da designer de interiores Helen Consuelo Herculano Szervinsk Soares. O contrato de aluguel foi firmado entre ela e o instituto de Eduardo Bolsonaro. A reportagem tentou contato com o deputado e não obteve respostas até a publicação deste texto.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)