Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Nova pesquisa no Rio traz enxurrada de boas notícias para o PT 

Ao contrário da Quaest, levantamento do Ipec (ex-Ibope) aliviou situação do partido no estado nas três frentes: presidência, governo e Senado 

Por Caio Sartori Atualizado em 24 Maio 2022, 14h33 - Publicado em 24 Maio 2022, 11h41

Depois de uma semana de preocupação por causa da pesquisa Genial/Quaest que mostrou Lula e Jair Bolsonaro empatados em 35% no Rio de Janeiro, o PT respira aliviado nesta terça-feira, 24. O levantamento do Ipec (ex-Ibope, um dos institutos mais tradicionais do país) mostra um cenário bem diferente – e positivo para a esquerda local. 

O dado principal, claro, envolve a disputa pelo Planalto: no berço do bolsonarismo, segundo o Ipec, Lula tem 46%, ante 31% do adversário. Na eleição para governador, o resultado também ameniza a pressão sobre o partido no estado, que é questionado a nível nacional por abraçar a candidatura de Marcelo Freixo (PSB) – considerado “limitado” para o palanque lulista, mas homem de confiança do ex-presidente. Ao contrário da derrota por sete pontos na Quaest, o Ipec mostra um empate técnico dele, que tem 17%, com o governador bolsonarista Cláudio Castro (PL), 18%. 

Até a sondagem para o Senado, motivo de imbróglio envolvendo PT e PSB no Rio, traz notícias para os petistas comemorarem. Quando associado a Lula, André Ceciliano já aparece à frente de Romário (PL), que nas outras pesquisas parecia inalcançável. Tem 40%, ante 34% do ex-jogador vinculado a Bolsonaro. Este ponto da pesquisa tende a reforçar a cobrança do PT para que o PSB retire a candidatura de Alessandro Molon, vista como um atrito na aliança entre os dois partidos. 

Encomendada pela Rio Indústria, a pesquisa foi realizada entre quinta-feira da semana passada e o domingo desta semana, com 1.008 entrevistados de 32 municípios do estado. O próximo levantamento do Datafolha, que ao lado do Ibope/Ipec desponta historicamente como principal guia da conjuntura eleitoral, deve dar uma ideia mais concreta de qual é o cenário real do Rio, segundo observadores da política local. 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)