Clique e assine a partir de 9,90/mês

Lula escala ministros para responder a escândalos

Guido Mantega vai anunciar medidas sobre as quebras de sigilo; Luiz Paulo Barreto falará sobre o caso Erenice Guerra

Por Da Redação - 14 set 2010, 15h51

A intenção de Lula ao designar ministros para tratar dos casos é afastar o centro da crise do Palácio do Planalto

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reuniu vários ministros na manhã de hoje para discutir o impacto dos recentes escândalos envolvendo a ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, e escalou os ministros para que respondam às acusações. A ideia é afastar do Palácio do Planalto a polêmica que envolve o caso do suposto tráfico de influência.

Na reunião, ficou decidido que Mantega dará entrevista para falar de medidas a serem adotadas em relação ao acesso a informações fiscais. Com relação ao caso Erenice, o ministro da Justiça dará uma entrevista hoje à tarde na sede do ministério. As assessorias dos ministérios ainda não confirmaram o horário dos pronunciamentos.

O encontro de Lula com seus assessores, que não estava inicialmente previsto na agenda do presidente, contou com a presença da ministra Erenice, os ministros da Fazenda, Guido Mantega; do Planejamento, Paulo Bernardo; da Controladoria Geral da União, Jorge Hage; da Secretaria de Comunicação Social, Franklin Martins; da Justiça, Luiz Paulo Barreto; de Relações Institucionais, Alexandre Padilha; da Secretaria Geral da Presidência, Luiz Dulci; além do advogado-geral da União, Luis Inácio Adams.

Continua após a publicidade

(Com Agência Estado)

Publicidade