Clique e assine a partir de 9,90/mês

Em meio à crise, Bolsonaro vai ao cinema ver filme sobre ‘milagre da fé’

Presidente estava acompanhado da primeira-dama, Michelle, e da ministra Damares Alves; sessão teve interpretação simultânea em libras

Por Estadão Conteúdo - Atualizado em 26 mar 2019, 15h50 - Publicado em 26 mar 2019, 12h47

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) estava na manhã desta terça-feira, 26, em um cinema na capital federal, acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. Ele foi assistir a uma sessão de pré-estreia de um filme religioso chamado Superação: o milagre da fé, que foi exibido com interpretação simultânea em libras.

O governo federal está imerso em uma crise política com a Câmara dos Deputados por causa da articulação em torno da reforma da Previdência. A agenda do presidente previa audiência às 11h30 com o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). A ida ao cinema não consta da relação oficial de compromissos.

Witzel está em Brasília para participar da reunião do Fórum de Governadores, que aconteceu também nesta manhã e contou com a presença do ministro da Economia, Paulo Guedes, que foi defender a proposta de mudança no sistema de aposentadorias.

À tarde, o presidente tem reunião do conselho de governo, integrado por ele e por seus ministros de Estado. Depois recebe três senadores: o filho, Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), Arolde de Oliveira (PSD-RJ) e Otto Alencar (PSD-BA).

Continua após a publicidade

A reforma sofreu uma nova turbulência nesta terça-feira, depois que Guedes desistiu de comparecer a uma reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, na qual defenderia a proposta. O ministro da Economia preferiu evitar uma superexposição.

‘Espetacular’

Convidada pela primeira-dama para acompanhar o casal ao cinema, a ministra Damares Alves, que é pastora, afirmou que o filme é “espetacular” e que “todos se emocionaram”. A titular dos Direitos Humanos destacou o fato de a sessão ter tido transmissão inclusiva para surdos, uma causa da qual Michelle é conhecida militante.

“Um filme totalmente inclusivo, um cinema cheio de surdos. Mãe surda com filho surdo podendo assistir a um filme”, disse Damares. Bolsonaro chegou ao local por volta das 9 horas, segundo convidados. Ele e Michelle saíram por volta das 11h15, sem falar com a imprensa.

Publicidade