Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Dissidentes da Frente Evangélica ensaiam aproximação ao governo Lula

Parlamentares condicionam apoio ao governo petista à paralisação da defesa de pautas como a liberação do aborto

Por Ricardo Chapola
Atualizado em 30 jan 2023, 10h38 - Publicado em 29 jan 2023, 10h57

Uma ala de congressistas que integra a Frente Parlamentar Evangélica e que ajudava a dar sustentação ao ex-presidente Jair Bolsonaro no Congresso iniciou nesta semana um movimento de aproximação ao governo Lula.  O grupo conta com mais de 200 parlamentares e, pelo tamanho, pode assumir papel estratégico em votações de pautas sensíveis ao Executivo na Câmara e no Senado.

A abertura de diálogo com o novo governo acontece no momento em que os parlamentares evangélicos ainda definem quem será o próximo presidente do colegiado. Atualmente, o grupo é comandado pelo deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), aliado de Bolsonaro.

Embora boa parte da frente tenha apoiado o ex-presidente durante seu mandato e nas eleições de 2022, alguns passaram a repensar a estratégia, em especial depois dos atos golpistas do dia 8 de janeiro.

Os deputados devem marcar uma reunião com os ministros Rui Costa (Casa Civil) e Alexandre Padilha (Secretaria de Relações Institucionais) já para os próximos dias. Um dos parlamentares que está capitaneando esse movimento é David Soares (União Brasil-SP). O deputado é filho de RR Soares, líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, e sobrinho do bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus.

A tendência é de que Lula conquiste o apoio de uma parte da frente evangélica, desde que reze a mesma cartilha que o grupo, sem interferir em seus interesses, como, por exemplo, defender publicamente o aborto.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.