Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com ‘tropa’ de Alckmin, Aécio recomeça campanha em SP

Com 44,22% dos votos no estado, tucano reunirá em sua equipe agora nomes do PSDB paulista que integraram campanha do governador à reeleição

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves (PSDB), escolheu São Paulo para dar a largada em sua campanha neste segundo turno. Com 44,22% dos votos no estado – Dilma Rousseff (PT) teve 25,88% -, o tucano reunirá em sua equipe a partir de agora nomes do PSDB paulista que integraram a vitoriosa campanha de Geraldo Alckmin à reeleição. “Agora toda a cavalaria foi convocada”, definiu ao site de VEJA o deputado federal Emanuel Fernandes, de São José dos Campos, coordenador geral da equipe de plano de governo de Alckmin. Aécio concederá no fim da tarde uma entrevista coletiva – e deve ter ao seu lado Alckmin, reeleito em primeiro turno com 57% dos votos.

Leia também:

Aécio, 33,5%: era ele mesmo que o PT queria enfrentar?

No Twitter, Dilma ataca e liga Aécio ao apagão

No comitê da campanha de Aécio em São Paulo, os tucanos já trabalham para definir os novos rumos da campanha – a vinte dias das urnas, as agendas devem ser intensificadas, sobretudo no estado. Coordenador da campanha de Alckmin, o deputado Edson Aparecido é um dos tucanos paulistas presentes à reunião no comitê. José Serra, eleito para o Senado, e o próprio governador são esperados ao longo do dia. “Vamos incorporar novas medidas, reestruturar projetos e firmar pontos fortes”, completa Emanuel Fernandes.

Ainda nesta tarde está marcada uma reunião entre membros do partido que devem expressar apoio e engajamento nesta nova etapa da disputa pela Presidência. O plano de governo apresentado pelo tucano no final da semana passada e entregue de forma fatiada e via redes sociais, foi considerado ‘fraco’ pelos próprios tucanos e por adversários. Está entre as tarefas da nova equipe, portanto, preparar mudanças no texto, que deve incluir diretrizes defendidas por Marina Silva, candidata do PSB que ficou fora do segundo turno e cujo apoio agora é pleiteado pelos tucanos.