Clique e assine com até 92% de desconto

Bruno Covas comenta doença e confirma que tentará reeleição em SP

"Eu recebi um diagnóstico de doença, e não uma sentença de morte. Estou confiante de que vou participar de muitas eleições", declarou o prefeito

Por Da Redação Atualizado em 19 dez 2019, 03h11 - Publicado em 19 dez 2019, 00h51

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), confirmou que vai se candidatar à reeleição na cidade em 2020. Em entrevista à BandNews TV, na noite desta quarta-feira 18, Covas comentou o tratamento contra um câncer no sistema digestivo. “Eu recebi um diagnóstico de doença, e não uma sentença de morte. Estou confiante de que vou participar de muitas eleições”, declarou.

De alta após período internado na UTI por sangramento no fígado, o tucano afirmou que o episódio aconteceu porque o “tratamento de quimioterapia está sendo muito efetivo”.

Covas teve alta na tarde desta quarta-feira, 18, do Hospital Sírio-Libanês, na zona central da capital paulista, onde estava internado há dez dias para fazer um novo ciclo de quimioterapia para combater um câncer no sistema digestivo, quando teve uma complicação.

De acordo com boletim médico, seu estado de saúde é bom e ele deve voltar a ser internado logo depois do Natal, no dia 26, para uma nova sessão de quimioterapia. 

Em um balanço de sua gestão na prefeitura (Covas iniciou o mandato como vice de João Doria e assumiu o posto de prefeito em 2018, após o titular se tornar governador), o tucano vê trunfos na situação fiscal da cidade.

“Nós fizemos a reforma da Previdência, retiramos o subsídio do vale transporte – que é de obrigação das empresas, e mudamos a situação fiscal do município. A relação de dívida/receita, que era de 92%, hoje é de 52%. Enfrentamos os problemas e agora veja como está São Paulo e como está o Rio de Janeiro”, comentou,

Continua após a publicidade
Publicidade