Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em SP, Bolsonaro grava entrevista para o programa Silvio Santos

Conversa com o dono do SBT irá ao ar no domingo, 5; em seu Twitter, presidente afirmou que tratará sobre a reforma da Previdência na atração

O presidente Jair Bolsonaro deixou o Palácio do Planalto e embarcou pouco depois das 12h desta quinta-feira, 2, para São Paulo. Na capital paulista, Bolsonaro gravará entrevista para o Programa Silvio Santos, do SBT, por volta das 15h30. O programa vai ao ar no próximo domingo, 5.

Em seu perfil no Twitter, Bolsonaro publicou uma foto ao lado do apresentador, e afirmou que tratará sobre a reforma da Previdência no programa. “Gravando com o maior comunicador deste país. Assuntos de interesse de todos os brasileiros, incluindo a Nova Previdência. Programa irá ao ar neste domingo. Não percam”, diz o post.

Em seguida, o presidente embarca para Balneário Camboriú (SC), onde participará, às 19h, da abertura do 37º Encontro Internacional de Missões dos Gideões, evento da Assembleia de Deus. Ele retorna a Brasília ainda nesta quinta-feira.

Este não é o primeiro encontro de Bolsonaro com o dono do SBT. Em dezembro do ano passado, o já eleito presidente almoçou com o apresentador, em sua residência, no Morumbi, na zona oeste de São Paulo. O encontro não estava previsto na agenda de Jair Bolsonaro.

Também no ano passado, Bolsonaro telefonou para o Teleton, nos dias 9 e 10 de novembro, e fez uma doação ao vivo. Silvio Santos afirmou, na ocasião, ter ficado “muito contente” em receber o telefonema. “Nesses 21 anos em que faço o Teleton, é a primeira vez que um presidente me dá esse prazer”, disse o apresentador, que também elogiou a escolha de Sergio Moro para o Ministério da Justiça. Após o agradecimento, Silvio Santos manifestou apoio ao político — disse que deseja vê-lo no poder por dois mandatos consecutivos.

Aproximação com TVs

Além da proximidade com Silvio Santos, Bolsonaro tem o apoio declarado do bispo Edir Macedo, dono da RecordTV. Durante o primeiro turno das eleições, o Jornal da Record exibiu uma entrevista exclusiva com o então presidenciável no mesmo horário do debate presidencial promovido pela TV Globo. Foi a primeira aparição de Bolsonaro após deixar o hospital Albert Einstein, onde ficou internado depois do atentado que sofreu em um ato de campanha em Juiz de Fora (MG).

O governo Bolsonaro concedeu passaporte diplomático a Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus. A medida, que também prevê o benefício à mulher do bispo, Ester Bezerra, foi publicada em abril no Diário Oficial da União. A concessão foi suspensa liminarmente pela Justiça Federal do Rio de Janeiro, mas, em uma transmissão ao vivo em sua página no Facebook, o presidente afirmou que, no que depender dele, o benefício será mantido “e ponto final”.

“Nós autorizamos a renovação do passaporte, e será mantida, no que depender de mim, a renovação desse passaporte para ele e esposa, e ponto final”, disse o presidente.

Bolsonaro também tem boa relação com o apresentador José Luiz Datena, da TV Bandeirantes. Durante o primeiro turno das eleições, o jornalista entrevistou o então presidenciável na UTI do hospital Albert Einstein. Em março deste ano, já eleito, o político concedeu nova entrevista, desta vez para falar sobre a relação de sua base aliada com o Congresso e as dificuldades em se aprovar a reforma da Previdência.

Além disso, na terça-feira 30, o presidente afirmou, durante o programa Brasil Urgente, apresentado por Datena, que o Brasil não se envolverá no conflito com a Venezuela, além de descartar a criação de um imposto para tributar igrejas. “Da minha parte, não haverá qualquer novo imposto para igreja”, afirmou.

(Com Estadão Conteúdo)