Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após ‘farra’ dos jatinhos, FAB divulga dados sobre voos oficiais

Informações já constam no site oficial da Força Aérea, mas dados não incluem custos com viagens

Após a divulgação de que os presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), utilizaram jatinhos para viagens particulares, a Força Aérea Brasileira (FAB) passou a divulgar quem são os políticos que pedem carona em jatinhos. Alguns dados de viagens realizadas entre os dias 12 e 14 de julho já estão disponíveis no site da FAB.

No entanto, não há informações sobre os voos realizados antes desse período – nem sobre as viagens de Renan e Alves. O custo de cada viagem também não foi divulgado.

Para acessar os dados disponíveis no site da FAB, o usuário deve clicar na seção de “acesso à informação” e, por fim, em “registro de voos”.

Leia também:

Uso de avião da FAB por autoridades cresce 39% no governo Dilma

Nesta seção, é possível obter informações sobre os dados referentes às autoridades apoiadas, trajetos, datas, horários de decolagem e pouso do voo, além do motivo da solicitação da aeronave, conforme previsto no Decreto nº 4.244, de 22 de maio de 2002. A página também veiculará o total de passageiros previstos para embarque nas aeronaves, com base na informação prestada pela autoridade solicitante do voo.

Em nota, o Ministério da Defesa informa que, por razões de segurança, as informações sobre os voos serão inseridas na página da FAB até as 18 horas do primeiro dia útil seguinte ao término da viagem. Nos casos em que a missão oficial for composta de mais de um trecho, a informação virá a público no primeiro dia útil após a conclusão do último trecho voado.

Nos dados disponíveis sobre os voos realizados entre os dias 12 e 14 de julho, constam uma viagem do ministro do Desenvolvimento Agrário, com partida de Brasília rumo a Caxias do Sul (RS) e menciona como motivo “residência” e previsão de dois passageiros. Mostra, também, partida da ministra chefe da Casa Civil da Presidência da República de Brasília para Curitiba no dia 13 de julho, com motivo “residência”, e retorno ao DF no domingo, 14, com motivo “serviço”, além de previsão de seis passageiros em ambos os trechos.

(Com Estadão Conteúdo)