Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Amigo de Lula chega à carceragem da PF em Curitiba

Por Da Redação 24 nov 2015, 11h32

O pecuarista José Carlos Bumlai, que teve a prisão preventiva decretada pelo juiz Sergio Moro, chegou por volta do meio-dia desta terça-feira à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Ele deve passar por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal por volta das 14h30 e depois ficar preso na carceragem da PF na capital paranaense. Bumlai é suspeito de ter intermediado a assinatura de um contrato da Schahin junto à Petrobras para, na verdade, quitar dívidas de campanha do ex-presidente Lula. O pecuarista foi citado na Lava Jato pelo lobista Fernando Baiano, que em delação premiada disse ter repassado 2 milhões de reais a uma nora do ex-presidente a pedido de Bumlai. Na 21ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Passe Livre, o Ministério Público chegou a pedir a prisão temporária dos filhos de Bumlai Maurício de Barros Bumlai e Guilherme Bumlai e da nora do empresário, Cristiane Dodero, mas o juiz Sergio Moro não aceitou o pedido. Os três foram alvo de mandados de condução coercitiva e devem prestar depoimento. (Laryssa Borges, de Brasília)

Publicidade