Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Não há inocentes no debate sobre a Amazônia

Thomas Traumann analisa os interesses de brasileiros e europeus na discussão sobre a Amazônia

A postura do governo brasileiro, especialmente nas figuras do presidente Jair Bolsonaro e do ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles merece muitas críticas, especialmente por ser antiambientalista Mas a postura dos europeus também não é nenhuma maravilha. A popularidade do presidente francês Emmanuel Macron ainda sofre com o protesto dos chamados coletes amarelos, que obrigaram o governo francês a cancelar um imposto sobre combustíveis no primeiro semestre.

O acordo da União Europeia com o Mercosul é abertamente criticado pelos agricultores franceses, porque tanto Brasil como Argentina produzem carne e grãos de forma mais eficiente e barata do que os franceses. Então quem ganha com esse acordo são os industriais. Portanto, atacar o Brasil é uma forma de Macron reconectar sua popularidade com os agricultores da França.

Entenda neste episódio do podcast Traumann Traduz:

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Bandarra

    Ah! Então deixa a floresta queimar.

    Curtir