Clique e assine a partir de 9,90/mês
Publicidade

Notícias sobre Luís Inácio Adams

“Eu acho que o impeachment está morto. Apesar desses pequenos soluços, desses ‘revivals’, não tem base popular e um impeachment não acontece sem base popular. É como algo que morreu mas não foi enterrado. Continua fedendo, mas está morto”. Luís Inácio Adams, na última entrevista antes de deixar a chefia da Advocacia-Geral da União, sem […]
“O erário público nunca foi prejudicado. As aplicações e os recursos sempre foram em favor de programas que atendem mandamentos da condição. Nem os bancos foram prejudicados. Aliás, os bancos lucraram e foram beneficiados com esses programas”. Luís Inácio Adams, advogado-geral da União, nesta segunda-feira, explicando que pedalada fiscal é uma tremendo remédio financeiro cujo único efeito […]
“Quer-se responsabilizar a presidência pelos seus acertos”. Luís Inácio Adams, advogado-geral da União, nesta segunda-feira, reiterando que Dilma Rousseff é craque em crimes de responsabilidade.
A mais nova patacoada que Adams, o advogado-geral da União, da Família Luís Inácio, anda a espalhar por aí que o governo pensa em recorrer, se preciso, ao Supremo Tribunal Federal mais uma vez para barrar a tramitação da denúncia que será protocolada pela oposição nesta terça, caso ela venha a ser deferida por Eduardo […]
downloaded_image20151011-3431-17ypp43.jpeg
03m19s
play_circle_outline
Brasil

O AGD (Advogado-Geral de Dilma) que garante condenação unânime

Por Da Redação - Atualizado em 10 dez 2018, 15h43 - Publicado em 11 out 2015, 09h28
O personagem do Salto Agulha da semana é fiasco de público e de desempenho. Tomou uma goleada de 8X0 tentando defender Dilma no TCU. Já dentro da instituição que comanda ele é unanimidade: tem 99% de rejeição. Descubra quem é nosso AGD com Joice Hasselmann.
O senador Aécio Neves (MG) cobrou a demissão de Luís Inácio Adams, advogado-geral da União. Bem, o mínimo que Adams poderia fazer agora, em benefício do governo, é renunciar. É evidente que meteu os pés pelas mãos e perdeu a condição, entendo, de continuar no cargo. E não! Não é por ter feito a defesa […]
downloaded_image20151007-1981-bbhkr.jpeg
07m44s
play_circle_outline
Brasil

A desgovernança fiscal de Dilma

Por Da Redação - Atualizado em 16 set 2016, 14h15 - Publicado em 7 out 2015, 21h56
Numa quarta-feira de derrotas, o governo Dilma Rousseff teve as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União, não conseguiu reunir deputados suficientes para votar os vetos no Congresso e ainda perdeu um recurso no Supremo Tribunal Federal. Acompanhe o ‘Giro Veja’, com Silvio Navarro.
Agora sob nova gestão — quem está no poder é o Pixuleco, que recebeu a faixa presidencial das mãos da própria Dilma —, o governo federal decidiu recorrer mesmo ao Supremo para tentar impedir que o Tribunal de Contas da União aprecie nesta quarta o relatório do ministro Augusto Nardes, que deve recomendar ao Congresso […]
downloaded_image20151005-1991-pd8ftq.jpeg
34m23s
play_circle_outline
Brasil

O ‘pastelão’ do Planalto

Por Da Redação - Atualizado em 10 dez 2018, 15h44 - Publicado em 5 out 2015, 23h27
O colunista de VEJA Reinaldo Azevedo comenta o julgamento das contas de Dilma no TCU, a posse dos novos ministros e o acordo Transpacífico, que deve isolar ainda mais o Brasil no comércio internacional. Assista ao 'Aqui Entre Nós', com Silvio Navarro.
Luís Inácio Adams, um dos que apelidei de “Os Três Patetas”, voltou à carga nesta segunda contra o relator das contas de Dilma no TCU, Augusto Nardes. Adams reiterou a intenção do governo de recorrer “a tribunais superiores” caso aquela corte conserve o ministro como o responsável pelo relatório sobre as contas da presidente relativas […]
A presidente Dilma Rousseff, como evidencia a capa da revista VEJA desta semana, entregou a faixa presidencial ao Pixuleco. Lula está no comando, e o novo velho presidente mostra as suas garras. Numa incrível e irresponsável entrevista coletiva, três ministros de estado, como se fossem Os Três Patetas, anunciaram que o governo vai recorrer à […]
“A realidade econômica evoluiu de maneira imprevisível para todos os analistas. Quem projetava um impacto de redução de commodities, aumento do dólar, de mudança do quadro econômico do jeito que aconteceu no final de 2014? Essa realidade é que gerou a necessidade de mudança de meta que foi acatada pelo Congresso e em 31 de dezembro […]
Publicidade