Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Xi Jinping diz estar disposto a trabalhar com EUA para benefício mútuo

O anúncio ocorre às vésperas de uma possível reunião com o presidente americano, Joe Biden, durante a cúpula do G20 em novembro

Por Da Redação
27 out 2022, 08h57

O presidente da China, Xi Jinping, disse nesta quinta-feira, 27, que seu país está disposto a trabalhar com os Estados Unidos em assuntos de benefício mútuo, informou a televisão estatal chinesa. O anúncio ocorre às vésperas de uma possível reunião com o presidente americano, Joe Biden, durante a cúpula do G20 em novembro.

Em sua mensagem, Xi afirmou que, como grandes potências, a China e os Estados Unidos devem fortalecer a comunicação e a cooperação para proporcionar estabilidade ao mundo. A fala foi feita durante um evento do Comitê Nacional de Relações Estados Unidos-China na quarta-feira 26.

+ Autoridades dos EUA e da China se reúnem em meio a tensões sobre Taiwan

Os dois países estão em desacordo em uma série de questões: a política da China em relação a Taiwan, o relacionamento da China com a Rússia e, mais recentemente, os esforços dos Estados Unidos para impedir que suas empresas de semicondutores vendam tecnologia para empresas chinesas – na chamada “guerra dos chips”.

Continua após a publicidade

+ EUA pressionam China por retorno de negociações sobre crise climática

Neste ano, a China tomou como afronta uma série de visitas de congressistas dos Estados Unidos a Taiwan. Pequim afirmou que Washington está enviando “sinais perigosos” à ilha semiautônoma, que a China reivindica como parte de seu território.

Xi, que acaba de garantir um terceiro mandato inédito como chefe do Partido Comunista Chinês (PCC) – tornando-se o líder mais poderoso do país desde Mao Tsé-Tung –, denunciou a interferência estrangeira em Taiwan. Recentemente, ele disse que a China nunca renunciaria ao direito de usar a força sobre a ilha.

Continua após a publicidade

+ A carta branca que Xi Jinping vai ganhar do Partido Comunista da China

Biden disse, na quarta-feira 26, que “os Estados Unidos não buscam conflito com a China”.

O governo dos Estados Unidos, após a confirmação do terceiro mandato de Xi no fim de semana, enfatizou a importância de manter as linhas de comunicação abertas com a China.

Continua após a publicidade

Xi e Biden devem participar de uma cúpula do G20 em Bali, capital da Indonésia, em novembro. Contudo, nenhuma informação oficial foi divulgada sobre a possibilidade de uma reunião entre os dois.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.