Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Vencedores do Prêmio Nobel pedem que Liu Xiaobo seja libertado

Por Da Redação 9 dez 2011, 16h05

Pequim, 9 dez (EFE).- Um ano após o intelectual chinês Liu Xiaobo ganhar o Prêmio Nobel da Paz, outras cinco personalidades que já receberam a honraria e diversos grupos de direitos humanos pediram que Pequim liberte o dissidente político e sua esposa.

O intelectual está preso na penitenciária de Jinzhou, província de Liaoning. E sua esposa está em prisão domiciliar, apesar de não existir nenhuma acusação formal contra ela.

Dois dias antes do Prêmio Nobel da Paz desse ano ser entregue em Oslo, Shirin Ebadi, Jody Williams, Mairead Maguire, Betty Williams e Desmond Tutu inauguraram o Comitê Internacional de Apoio a Liu Xiaobo, informou nesta sexta-feira a ONG Freedom Now.

De acordo com nota divulgada pela instituição, ‘a comunidade internacional parece ter esquecido que um ano depois da cerimônia Liu Xiaobo permanece preso na China sob duras condições. É o único nobel que está preso. Infelizmente, a sentença de onze anos de prisão está sendo esquecida de forma lenta mas paulatina’.

O Comitê pressionará governos, organizações internacionais e a opinião pública para exigir a libertação do dissidente. Além disso, fará um abaixo-assinado. Liu Xiaobo foi condenado em 25 de dezembro de 2009 por ‘subversão contra o poder do Estado’, após assinar um manifesto pedindo reformas democráticas na China. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade