Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Ucrânia diz que expulsou forças russas de oito aldeias em duas semanas

Contraofensiva ucraniana avançou 7 quilômetros no front, capturando 113 quilômetros quadrados, afirmou vice-ministra da Defesa do país

Por Da Redação
Atualizado em 19 jun 2023, 14h40 - Publicado em 19 jun 2023, 08h56

A Ucrânia disse nesta segunda-feira, 19, que expulsou as forças russas de uma oitava aldeia em duas semanas de contraofensiva na guerra. O assentamento recém-liberado faz parte de uma linha fortificada do front, perto da rota mais direta para a costa do Mar de Azov, no sul do país.

Um funcionário instalado pela Rússia em Piatykhatky disse no domingo 18 que a Ucrânia assumiu o controle da vila, na região sul de Zaporizhzhia. A vice-ministra da Defesa da Ucrânia, Hanna Maliar, confirmou nesta segunda-feira que as forças ucranianas não apenas retomaram a área, mas avançaram até 7 quilômetros sobre as linhas russas em duas semanas, capturando 113 quilômetros quadrados.

“Ao longo de duas semanas de operações ofensivas nas direções de Berdiansk e Melitopol, oito assentamentos foram libertados”, disse Maliar no Telegram, referindo-se a duas cidades no litoral ocupado pela Rússia.

Os ganhos ainda são, em sua maioria, incrementais para a Ucrânia, que tem tido dificuldades para romper as linhas que Moscou fortificou por meses, antecipando a contraofensiva. Piatykhatky é significativo, no entanto, pois fica a cerca de 90 quilômetros do mar.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, elogiou seu Exército e disse que continuaria as negociações com os aliados ocidentais para fornecer armas e munições para eles o mais rápido possível.

Continua após a publicidade

“Nossos soldados estão avançando, posição por posição, passo a passo, estamos avançando”, disse ele na noite de domingo. “O principal é a velocidade do abastecimento.”

Também nesta segunda-feira, o Ministério da Defesa da Rússia disse que suas forças frustraram a tentativa da Ucrânia em tomar a vila de Novodonetske, na região leste de Donetsk, outra área onde a contraofensiva de Kiev está concentrada. Kiev não comentou.

A Ucrânia reconheceu que fez ataques ao longo de várias partes da linha de frente de 1.000 km, em sua contraofensiva há muito esperada, para retomar os 18% de seu território ocupado pela Rússia.

No entanto, Kiev impôs um “blecaute de informações” sobre as batalhas atuais e futuras por razões de segurança. Analistas dizem que a fase principal da contraofensiva ainda não começou.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.