Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump demite diretor do FBI

Segundo presidente americano, Comey, que havia sido nomeado por Obama em 2013, "não é capaz de liderar efetivamente a agência"

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, demitiu nesta terça-feira o diretor do FBI, James Comey. A demissão se deu por carta, enviada a Comey e divulgada pela Casa Branca, na qual Trump informa que ele foi “removido do cargo, com efeito imediato”.

“É essencial que encontremos uma nova liderança para o FBI que restabeleça a confiança pública em sua missão vital de aplicação da lei “, escreveu o presidente no documento. Trump afirmou que chegou à conclusão de que Comey “não é capaz de liderar efetivamente a agência” e que sua saída “marcará um novo começo para o departamento de investigação”.

A medida foi tomada em meio ao processo de investigação realizado pelo FBI sobre as possíveis relações entre Trump e assessores de campanha com autoridades russas antes das eleições.

Nomeado pelo ex-presidente Barack Obama, em 2013, para um mandato de 10 anos, Comey vinha batendo de frente com Trump. No final de março, contestou publicamente o presidente ao questionar, em audiência no Congresso, as alegações de que seu antecessor teria monitorado a campanha eleitoral de 2016 por meio de escutas telefônicas.

“Com respeito aos tuítes do presidente sobre as supostas escutas dirigidas a ele pelo governo anterior, não tenho informações que sustente essa alegação. E nós olhamos com cuidado dentro do FBI”, disse Comey,  ao ser questionado pelo Comitê de Inteligência da Câmara dos Deputados. Sem citar provas, o atual presidente afirmara que Obama ordenou a instalação de escutas na Trump Tower, seu quartel-general de campanha em Nova York.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. “Sem citar provas”, “não há provas”, as frases favoritas dos que dão o tapa e escondem a mão.

    Curtir