Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Terrorista dissidente do IRA é condenado a 25 anos de prisão

Dublin, 10 fev (EFE).- A justiça norte-irlandesa condenou nesta sexta-feira Brian Shivers a uma pena mínima de 25 anos de prisão pelo assassinato em 2009 de dois soldados britânicos em um atentado em Antrim, no nordeste da província britânica, apesar de o terrorista estar em estado terminal.

Os militares Mark Quinsey, de 23 anos, e Patrick Azimkar, de 21, foram assassinados em 7 de março de 2009 no quartel de Massereene, no condado de Antrim, enquanto recebiam uma pizza que haviam pedido.

Ambos foram baleados por pistoleiros do IRA Autêntico, facção dissidente do Exército Republicano Irlandês (IRA) que se opõe ao processo de paz, em uma emboscada na qual outras quatro pessoas ficaram feridas, entre elas os dois entregadores de pizza.

Shivers, de 46 anos e sem condenações anteriores, passará o tempo que lhe resta de vida atrás das grades, apesar de sofrer de fibrose cística e estar em estado terminal.

Quatro meses antes que efetuasse a ação terrorista, os médicos lhe comunicaram sua doença e previram que Shivers teria apenas três ou quatro anos de vida.

O outro acusado pela promotoria norte-irlandesa de participar desta ação, o conhecido ex-membro do IRA, Colin Duffy, foi absolvido por este mesmo tribunal porque a acusação não conseguiu demonstrar a relação direta do suspeito com o atentado. EFE