Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Tempestade atinge Reino Unido e causa ventos de mais de 196 km/h

Essa é a maior velocidade do vento já registrada em toda a história do país; cientistas apontam que mudanças climáticas potencializaram a tempestade

Por Matheus Deccache
18 fev 2022, 12h18

A tempestade Eunice atingiu o Reino Unido nesta sexta-feira, 18, e foi responsável por derrubar telhados e árvores, obrigando milhões de pessoas a ficarem em suas casas para escapar dos fortes ventos. 

O Met Office, serviço meteorológico britânico, emitiu seu raro alerta de ‘perigo de vida’ na manhã desta sexta na parte sul da ilha e em regiões do País de Gales depois que foram registrados ventos de mais de 196 km/h. Essa é a mais alta velocidade já registrada pelo vento na história do Reino Unido. 

Vídeos divulgados nas redes sociais mostram o telhado na O2 Arena, em Londres, destruído durante a passagem da tempestade Eunice.

Na capital inglesa, os aviões do aeroporto de Heathrow foram vistos lutando contra as fortes rajadas de vento quando chegavam ao solo, enquanto outros derraparam quando atingiram a pista. Dezenas de voos foram cancelados na manhã desta sexta em Heathrow e outros aeroportos menores espalhados pela região. 

A British Airways, no entanto, disse que, apesar de esperar um “interrupção significativa”, a maioria de seus voos seguiriam conforme o planejado. A companhia aérea disse estar analisando a implementação de aeronaves maiores para resistir melhor às adversidades. 

Continua após a publicidade

“A nossa prioridade número um é a segurança e por isso estamos cancelando alguns voos”, disse a empresa.

As empresas ferroviárias pediram aos seus clientes que reconsiderem seus planos, uma vez que há restrições de velocidade em vigor para a maioria das linhas em todo o país. Em comunicado, a Network Rail alertou sobre ventos fortes empurrando árvores e outros detritos para os trilhos, que poderiam causar atrasos e cancelamentos.

Os meteorologistas britânicos alertaram ainda para a possibilidade de um fenômeno climático conhecido como Sting Jet, responsável por uma grande tempestade que terminou com a morte de 18 pessoas em 1987. 

Esse fenômeno consiste na concentração de ventos poderosos de nível superior que podem se formar dentro de sistemas climáticos poderosos. Ao descer à superfície do planeta, ele pode durar algumas horas e causar danos significativos à população local.

Continua após a publicidade

Eunice é a segunda tempestade a atingir o Reino Unido em apenas uma semana. Na última quarta, a passagem da Dudley na Escócia e Irlanda do Norte deixou milhares de casas sem energia. 

De acordo com cientistas, os danos causados por esses grandes temporais estão piorando porque as chuvas associadas a eles estão se tornando mais intensas devido às mudanças climáticas. Além disso, o aumento do nível do mar também influencia diretamente na intensidade desses fenômenos. 

“Com chuvas mais intensas e um aumento do nível do mar, as inundações de tempestades costeiras e dilúvios prolongados piorarão ainda mais quando nos atingirem em um mundo mais quente, disse Richard Allan, cientista do clima da Universidade de Reading, em comunicado.

O Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) alerta que, se as temperaturas globais subirem mais 2ºC em comparação com níveis anteriores à industrialização, o norte da Europa irá ver um aumento na frequência de fortes tempestades de vento. 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.