Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Snowden vai começar a trabalhar em site, diz advogado

Segundo o advogado do ex-analista da NSA, Snowden tem uma vida "normal"

O ex-analista de inteligência da Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) Edward Snowden foi contratado por um site russo, disse nesta quinta-feira seu advogado. “Edward começa a trabalhar em novembro”, afirmou o defensor Anatoly Kucherena, de acordo com a agência de notícias estatal russa RIA.

Snowden recebeu asilo na Rússia depois de divulgar documentos secretos mostrando que a NSA monitorou as comunicações telefônicas e digitais de milhões de pessoas no mundo todo. O advogado Kucherena disse que seu cliente “irá oferecer apoio a um grande site russo”, cujo nome não foi divulgado “por razões de segurança”. Em agosto, a rede social Vk, equivalente ao Facebook na Rússia, ofereceu trabalho ao ex-técnico da NSA. A oferta da Vk não foi a única apresentada ao americano. “Snowden é um especialista de altíssimo nível e está recebendo cartas de companhias e cidadãos que querem ansiosamente contratá-lo. Ele não terá nenhum problema”, disse Kucherena na ocasião. “Ele precisa trabalhar. Não é um homem rico e o dinheiro que tinha ele gastou com comida”.

A concessão de asilo a Snowden, de 30 anos, causou um atrito diplomático entre os EUA e a Rússia, já que Washington desejava que ele fosse repatriado para ser julgado por traição. O asilo, concedido no começo de agosto, poderá ser renovado anualmente. Kucherena disse ainda que o americano leva uma vida “relativamente normal”, diante das circunstâncias.

Leia também

Para ex-analista da CIA, Europa está sendo ‘hipócrita’

China cobra explicações dos EUA após denúncia de espionagem

NSA nega invasão ilegal em tráfego do Google e Yahoo

Na quinta-feira, o site de um tabloide russo publicou uma foto que disse ser de Snowden durante um passeio de barco em Moscou. Antes, o mesmo site havia publicado uma foto de um homem que parecia ser Snowden, empurrando um carrinho de supermercado em um estacionamento.

(Com agência Reuters)