Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Snowden pode pedir cidadania russa, afirma advogado

Ex-técnico da CIA pode sair de zona de trânsito de aeroporto em uma semana

O ex-técnico da CIA Edward Snowden pode sair da zona de trânsito do aeroporto Sheremetyevo, em Moscou, em uma semana, disse nesta quarta-feira o advogado russo Anatoly Kucherena, que ajudou o delator americano com seu pedido de asilo temporário à Rússia. Mesmo que o benefício seja concedido, o americano de 30 anos não tem planos de deixar a Rússia tão cedo. Segundo a agência Reuters, Kucherena afirmou que o ex-técnico avaliou ser inseguro tentar viajar para a América Latina, onde ao menos três países – Venezuela, Bolívia e Nicarágua – teriam oferecido asilo político a ele. “Snowden não descarta a possibilidade de pedir a nacionalidade russa”, afirmou o advogado.

Snowden, responsável pela revelação do esquema de espionagem em massa do governo americano, teme ser capturado durante sua viagem devido aos esforços dos Estados Unidos para repatriá-lo. Acusado de espionagem, o ex-técnico chegou a Moscou em 23 de junho, vindo de Hong Kong. Ele foi impedido de deixar a zona de trânsito do aeroporto russo depois que os EUA cancelaram seu passaporte. Na terça-feira, o governo da Rússia recebeu formalmente o pedido de asilo temporário e disse que o país é independente para decidir sobre o caso, enquanto os Estados Unidos fazem pressão para que Snowden seja devolvido ao território americano para enfrentar a Justiça.

Leia mais:

Leia mais: Putin diz que EUA ‘prenderam’ Snowden em Moscou

Também nesta quarta-feira, o presidente russo, Vladimir Putin, disse que as relações com Washington são mais importantes do que as disputas sobre as atividades dos serviços secretos. “Na minha opinião, as relações entre os Estados são muito mais importantes do que as disputas sobre as atividades dos serviços secretos”, disse o presidente russo. “Advertimos Snowden que qualquer atividade dele que possa prejudicar a relação Rússia-EUA é inaceitável”, afirmou.

Pressão – Um eventual pedido de cidadania pode elevar ainda mais a pressão do governo americano sobre a Rússia e desgastar as relações entre os dois países. Na segunda-feira, Putin afirmou que os Estados Unidos encurralaram o ex-técnico da CIA em seu país. “Os Estados Unidos falaram com todos os outros países. Ninguém quer levá-lo. Então, nesse sentido, eles efetivamente o prenderam em nosso país”, disse. “Assim que houver uma oportunidade para ele ir a outro lugar, espero que ele faça isso.”

(Com agências France-Presse e Reuters)